Notícias | Dia a dia
Murray saca bem e vence de virada na estreia
09/02/2021 às 14h31

Murray não vencia uma partida desde o US Open do ano passado

Foto: Divulgação

Biella (Itália) - O primeiro jogo de Andy Murray na temporada teve saldo bastante positivo. Convidado para a disputa do challenger de Biella, na Itália, em quadras duras e cobertas, Murray venceu de virada o canhoto alemão Maximilian Marterer (203º do ranking) por 6/7 (3-7), 6/2 e 6/3. Apesar de ter sido uma partida longa, com 2h10 de duração, o britânico sequer enfrentou break points nesta terça-feira.

Atualmente no 125º lugar do ranking, Murray não disputava uma partida oficial no circuito desde outubro do ano passado, contra Fernando Verdasco em Colônia. Já a vitória mais recente do britânico de 33 anos havia acontecido no US Open de 2020 contra o japonês Yoshihito Nishioka.

O challenger italiano surgiu como opção no calendário de Murray depois que ele não conseguiu liberação para viajar à Austrália. Ele foi diagnosticado com Covid-19 às vésperas de embarcar para Melbourne e não teria tempo hábil para cumprir a quarentena obrigatória de 14 dias antes de estrear no Australian Open. O britânico joga dois challengers seguidos em Biella. Cabeça 1 nesta semana, ele enfrenta o anfitrião Gian Marco Moroni nas oitavas de final do evento.

Britânico não enfrentou break points

Murray vinha confirmando seus serviços com bastante tranquilidade durante o primeiro set, mas não conseguia aproveitar as oportunidades que tinha de quebrar o saque do adversário. O britânico só perdeu cinco pontos nos games de saque da parcial e perdeu os dois break points que teve. No tiebreak, o ex-número 1 do mundo abriu 3-1, mas acabou perdendo três pontos no saque e permitiu a reação do rival.

No segundo set, Murray continuou sacando bem e cedeu só cinco pontos nos games de serviço. Mas desta vez, o britânico foi um pouco mais eficiente em suas devoluções para criar três break points e conseguir duas quebras.

O ex-líder do ranking apresentou um tênis mais consistente do fundo de quadra no terceiro set e seguia sem enfrentar break points. Ele conseguiu uma nova quebra já no sétimo game para fazer 4/3 e voltaria a quebrar com um de seus característicos lobs para fechar o jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva