Notícias | Dia a dia | Australian Open
Djokovic despacha freguês de longa data na estreia
08/02/2021 às 08h11

Djokovic venceu todos os 14 jogos que fez contra Chardy desde 2009 e nunca perdeu um set

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - A busca de Novak Djokovic pelo nono título do Australian Open e o 18º Grand Slam começou com uma tranquila e previsível vitória nesta segunda-feira. O número 1 do mundo despachou o francês Jeremy Chardy, 61º do ranking, ao marcar as parciais de 6/3, 6/1 e 6/2 em apenas 1h32 de partida.

Djokovic e Chardy têm a mesma idade, 33 anos, e se enfrentam desde 2009. O sérvio venceu todos os 14 jogos disputados entre eles e nunca perdeu nenhum set para o francês. No total já são 33 sets seguidos a favor do líder do ranking mundial.

Maior campeão no Australian Open, Djokovic tem um histórico de 76 vitórias e apenas oito derrotas no torneio. O sérvio venceu as duas últimas edições e defende uma invencibilidade de 15 jogos. Sua última derrota aconteceu nas oitavas de final de 2018 para o sul-coreano Hyeon Chung.

O próximo adversário de Djokovic em Melbourne é o norte-americano Frances Tiafoe, jovem de 23 anos e 64º do ranking, que derrotou o italiano Stefano Travaglia por 7/6 (7-5), 6/2 e 6/2. O confronto entre Djokovic e Tiafoe é inédito no circuito. O norte-americano já chegou às quartas de final do Australian Open em 2019 e busca a quarta vitória da carreira contra top 10.

Djokovic não enfrentou break points na estreia
O domínio de Djokovic na partida começou cedo. Ele conseguiu uma quebra logo no game de abertura e sustentou a vantagem ao longo de todo o primeiro set, sem enfrentar break points e cedendo apenas três pontos em seus games de serviço. A facilidade para confirmar o saque se deu muito pelo fato de ele colocar 84% de primeiros serviços em quadra.

O segundo set foi ainda mais tranquilo para Djokovic, que definiu a parcial em pouco mais de 20 minutos. Ele rapidamente abriu 5/0 tendo perdido apenas cinco pontos. Chardy até evitou o 'pneu', mas não ameaçou o saque do sérvio. O roteiro do terceiro set foi parecido, já que o número 1 do mundo seguia sem enfrentar break points. Houve um game de 11 minutos no saque do francês, em que o sérvio conseguiu sua sexta e última quebra na partida. O sérvio fez 41 a 20 em winners e cometeu apenas 11 erros contra 28 do francês.

Comentários