Notícias | Dia a dia
Djokovic lamenta queda na ATP Cup e enaltece Zverev
05/02/2021 às 10h08

Djokovic venceu seu jogo de simples, mas não evitou a eliminação da equipe

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Após a eliminação da Sérvia ainda na fase de grupos da ATP Cup, o número 1 do mundo Novak Djokovic lamentou a queda na competição por equipes. Vencedores da edição inaugural no ano passado, os sérvios se despediram do torneio após a derrota para a Alemanha nesta sexta-feira. Djokovic fez questão de valorizar os algozes, em especial o sétimo do ranking Alexander Zverev.

"É uma pena que perdemos o confronto. Mas essa competição é assim mesmo. O que importa é o time, e não apenas ganhar uma partida de simples. Vamos tentar vencer de novo na próxima vez", disse Djokovic após a partida de duplas que definiu o confronto. Ele atuou ao lado de Nikola Cacic e perdeu para Zverev e Jan-Lennard Struff por 7/6 (7-4), 5/7 e 10-7.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por ATP Cup (@atpcup)

O líder do ranking mundial venceu a partida de simples contra Zverev com bastante dificuldade. "Foi um grande jogo. Achei que o Sascha estava sacando muito bem, tanto em simples como nas duplas hoje. Mas consegui devolver bem o saque quando precisei e fechei a partida", comenta sobre a vitória por 6/7 (3-7), 6/2 e 7/5 em 2h33 de partida.

"Ele estava sacando tremendamente bem e com um segundo serviço. Nunca é fácil jogar contra o Sascha quando ele está em forma, e ele está realmente em boa forma. Nós levamos um ao outro até o limite e estou feliz por ter travado essa batalha com ele", explicou o jogador de 33 anos, que venceu Zverev pela quinta vez em sete jogos.

"Os últimos games da partida foram muito equilibrados. Ele teve o serviço quebrado duas vez, eu também sofri uma quebra e perdi um match point. Também corri riscos no último game, com 6/5 no terceiro. Foi por pouco. Eu estava 15-30 abaixo e acertei um grande saque, quase 200 km/h no forehand dele", complementou o líder do ranking, que agora concentra esforços na busca pelo nono título do Australian Open.

Djokovic também destacou a boa partida de seu parceiro no dia, o duplista de 30 anos Nikola Cacic, 56º colocado no ranking da modalidade. "Eu devo dizer muito obrigado ao Nikola. Ele mostrou um grande espírito hoje. Não foi fácil encarar essa situação, obviamente sem experiência. E estar pela primeira vez na seleção nacional em um jogo tão importante. Portanto, dou crédito a ele por acreditar, lutar e trazer boa energia para a quadra".

Cacic acrescentou: "Foi um grande prazer jogar com Novak e estar na equipe. Foi uma partida emocionante. No [match] tie-break senti um pouco de pressão".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva