Notícias | Dia a dia
Filipina de 15 anos volta a surpreender em Manacor
27/01/2021 às 19h04

Três dias depois de conquistar seu primeiro título, Alexandra Eala conseguiu a maior vitória da carreira

Foto: Rafa Nadal Academy

Manacor (Espanha) - Apenas três dias depois de conquistar o primeiro título de sua carreira profissional, Alexandra Eala voltou a surpreender nas quadras da Rafa Nadal Acadmy, em Manacor. A filipina de 15 anos estreou em um novo torneio ITF W15 com vitória sobre a sueca de 22 anos Mirjam Bjorklund, cabeça 2 do evento e 315ª do ranking, por 6/4, 3/6 e 6/3.

Esta foi a sexta vitória consecutiva de Eala no circuito profissional e a mais expressiva em termos de ranking das adversárias. Durante a campanha para o título da semana passada, chegou a derrotar a australiana Seone Mendez, cabeça 1 do evento e 398ª colocada. Sua próxima rival é a espanhola Alba Carrillo Marin, 547ª do ranking.

Canhota, Eala é a atual número 3 do ranking mundial juvenil da ITF. Em 2020, foi campeã de duplas no Australian Open e semifinalista de simples em Roland Garros. Como profissional, ocupa apenas o 1.187º lugar no ranking da WTA, mas dará um salto e já aparecerá por volta da 930ª posição quando os 10 pontos da recente conquista forem computados na próxima segunda-feira.

Italiana de 14 anos também avança
Ainda mais jovem, a italiana de 14 anos Noemi Basiletti também avançou no ITF de Manacor. Convidada para o torneio e ainda sem ranking, ela derrotou a grega de 16 anos Athina Pitta por duplo 6/2. Assim como Eala, Basiletti treina na academia de Nadal. Sua próxima adversária é a suíça Simona Waltert, principal cabeça de chave do torneio e 302ª do ranking.

Tauson vence duelo de jovens promessas
Em duelo entre duas jovens promessas do tênis feminino, a dinamarquesa de 18 anos Clara Tauson fez valer sua maior experiência no circuito profissional. Ela estreou no ITF W60 de Andrezieux-Boutheon, na França, em quadras duras e cobertas vencendo a convidada de 17 anos Elsa Jacquemot por 6/4 e 7/6 (7-0).

Tauson é atual 152ª do ranking da WTA. Ela já venceu um jogo na chave principal de Roland Garros no ano passado e tem oito títulos profissionais no circuito da ITF, um deles na semana passada em Fujairah, nos Emirados Árabes. A dinamarquesa agora enfrenta a romena Jaqueline Cristian.

Por sua vez, Jacquemot foi campeã juvenil de Roland Garros no ano passado e lidera o ranking mundial da categoria. Nascida em maio de 2003, Jacquemot pode até disputar mais uma temporada como juvenil, mas já está em fase de transição para o circuito profissional. Ela também ocupa o 540º lugar na WTA e disputou a chave principal do Slam parisiense como convidada.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva