Notícias | Dia a dia
Torneios da WTA em Melbourne podem ser reduzidos
21/01/2021 às 16h57

Torneios podem começar dois dias mais tarde e com menos jogadoras nas chaves

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - Dois torneios preparatórios para o Australian Open podem ter algumas alterações nos próximos dias. Segundo o jornal The Australian, a organização do evento considera as possibilidades de redução no número de jogadoras nas chaves e adiamento no início das disputas. As competições afetadas seriam os WTA 500 simultâneos, previstos para começar no dia 31 de janeiro.

As mudanças nos torneios preparatórios podem ser feitas para permitir aos tenistas que estão em total isolamento e não podem sair de seus quartos no hotel oficial tenham a oportunidade de treinar antes de competir na primeira semana de fevereiro.

O Melbourne Park vai receber cinco eventos simultâneos antes do Australian Open. Além dos dois WTA, estão previstos dois ATP 250 a partir de 31 de janeiro e mais a segunda edição da ATP Cup começando no dia 1º de fevereiro. O primeiro Grand Slam da temporada terá início uma semana depois, a partir de 8 de fevereiro.

O presidente-executivo da Tennis Australia, Craig Tiley, confirmou na última terça-feira que há uma perspectiva de mudança no tamanho das chaves desses eventos preparatórios. A número 1 do mundo Ashleigh Barty e a multicampeã Serena Williams estarão entre as jogadoras que vão atuar nesses torneios da WTA, embora a data de início possa ser atrasada em 48 horas.

Nos últimos dias, 72 tenistas foram colocados em isolamento total, impedidos de sair do quarto até para treinar, depois que três voos para Austrália (vindos de Los Angeles, Doha e Abu Dhabi) tiveram pessoas contaminadas pela Covid-19. Os demais tenistas, que não estavam nesses aviões, têm permissão para saírem do hotel e ficarem até cinco horas por dia treinando no Melbourne Park.

Alguns jogadores reclamaram que não sabiam da possibilidade de serem submetidos a uma quarentena tão rígida, mas Tiley contestou a afirmação. Ele disse que o assunto ficou claro em suas reuniões regulares com profissionais da ATP e da WTA. "Houve acusações feitas contra nós de que os jogadores não sabiam. Mas isso simplesmente não é verdade", disse o dirigente, que também atua como diretor do torneio no Australian Open.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG