Notícias | Dia a dia
Risco de lesão após isolamento preocupa Nishikori
21/01/2021 às 14h44

Melbourne (Austrália) - Um dos 72 tenistas colocados em isolamento total nos hotéis preparados para receber os competidores do Australian Open, o japonês Kei Nishikori lamentou a situação, mas se mostrou compreensivo com a atitude das autoridades sanitárias do estado de Victoria. Sua principal preocupação no momento é a condição em que irá competir após passar 14 dias sem sair do quarto.

“Estou bem, mas terei que disputar partidas apenas dois dias após o fim desta quarentena e estou um pouco preocupado se conseguirei realmente jogar. Fico preocupado com o risco de me lesionar e também com o nível de desempenho que terei. Quero jogar, por isso farei o meu melhor e tento me manter positivo”, afirmou o japonês em uma live no Instagram.

Nishikori ponderou sobre a condição em que está inserido, com o mundo ainda passando por uma pandemia. “Os jogadores devem estar gratos por termos o evento. Não posso sair agora, mas mesmo no caminho do aeroporto descobri que muitas pessoas estão envolvidas no evento, agradeço o esforço deles”, falou o atual 41 do mundo, que também contou sobre o seu dia a dia.

+ 'O importante é controlar a pandemia', diz Kerber
+ Bautista compara isolamento a prisão e pede desculpa
+ Azarenka tenta apaziguar as tensões na Austrália

“A minha programação diária é tipo acordar às 9h, tomar café da manhã, treinar 2h, almoçar, tirar um cochilo, depois outro treino. Tento manter o senso de jogar tênis, então faço um treino de swing e voleio. Além de treinar, eu assisto vídeos, leio livros, jogo videogame, faço alongamento”, disse o tenista de 31 anos.

“Sinto que um dia passa rápido, mas ainda assim me sinto um pouco aborrecido. Não consigo sentir o ar fresco (as janelas não abrem direito) nem o sol, isso é mentalmente difícil. A única coisa boa é que estou bem”, finalizou Nishikori.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva