Notícias | Dia a dia
'Federer é o tênis, sou um grande fã', afirma Fognini
20/01/2021 às 13h55

Melbourne (Austrália) - Afastado do circuito desde a eliminação nas semifinais do Australian Open do ano passado, o suíço Roger Federer resolveu não viajar para a Austrália neste ano e assim adiou o seu retorno às competições. Para o italiano Fabio Fognini, o tenista da Basileia faz muita falta e ele não vê a hora de poder acompanhá-lo de novo em quadra.

“Gostaria de ver Roger jogando novamente, sou um grande fã dele e adoro vê-lo jogar, pois, me desculpem por dizer isso, ele é o tênis”, disse o italiano, sem esconder a idolatria por Federer, contra quem jogou quatro vezes e perdeu todas sem vencer um set sequer, a última delas pelas oitavas de final do Masters 1000 de Paris, em 2018.

Enquanto o suíço não joga desde o começo de 2020, tendo passado desde então por duas artroscopias no joelho direito, Fognini também aproveitou a pausa para operar os dois tornozelos. Ele voltou a competir no ano passado, no saibro europeu antes de Roland Garros, mas só venceu dois jogos desde então e ainda busca recobrar o melhor ritmo de jogo.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva