Notícias | Dia a dia
AO garante que tenistas foram avisados das regras
20/01/2021 às 08h40

Melbourne (Austrália) - Apesar das diversas reclamações dos tenistas, entre elas a do espanhol Roberto Bautista, que depois até pediu desculpas, os organizadores do Australian Open afirmaram que alguns jogadores podem ter "ignorado" o conselho de que a quarentena dura de 14 dias poderia acontecer se eles fossem contatos próximos de algum caso positivo de coronavírus.

"Todos os jogadores foram informados em muitas conversas, no lado feminino foi quase uma vez por semana desde outubro. Do lado dos homens, tivemos conversas com o conselho e as reuniões do grupo de jogo maiores", disse Craig Tiley, presidente da Tennis Australia.

"Deixamos bem claro para todos como seria a situação. Quem vem para a Austrália é obrigado a fazer quarentena por duas semanas, mas nós temos o privilégio de o estado ter investido em um programa de quarentena modificado. No entanto, se você for positivo ou se for considerado um contato próximo em torno de alguém positivo, ficará em quarentena por 14 dias ou isolado por 14 dias", complementou.

Tiley garantiu que não é verdade a acusação de que a organização do Australian Open não avisou os tenistas. "Alguns jogadores estavam muito cientes disso, outros não. Pode ser apenas porque não entenderam bem o que foi dito. E isso acontece porque temos jogadores que falam línguas diferentes".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva