Notícias | Dia a dia
Svitolina diz que condições da quarentena são boas
19/01/2021 às 19h05

Svitolina está treinando com Iga Swiatek nesta semana em Melbourne

Foto: Jimmie48/WTA

Melbourne (Austrália) - Ainda sonhando com seu primeiro título de Grand Slam, Elina Svitolina teve sorte de não ter sido colocada em isolamento total pela organização do Australian Open, já que seu voo vindo de Abu Dhabi para Melbourne não teve nenhum infectado pela Covid-19.

Por isso, a jogadora de 26 anos e número 5 do mundo tem autorização de sair do hotel e passar cinco horas por dia treinando no Melbourne Park. Nesse cenário, Svitolina acredita que as condições são boas para que ela possa cumprir sua quarentena obrigatória de 14 dias.

"Meu quarto é bem espaçoso e tem duas salas. E também é conectado com o quarto do meu treinador, Andrew Bettles. Não posso reclamar da qualidade da comida. Recebemos três refeições por dia, e um voucher de 100 dólares australianos para pedir alguma coisa do hotel ou UberEats. Acho que está ótimo já que nós nem gastamos essa quantia", disse Svitolina, em entrevista ao site da Federção Ucraniana de Tênis.

O protocolo de segurança determina que os tenistas tenham a mesma parceira de treinos durante a primeira semana da quarentena. Svitolina escolheu ficar com a polonesa Iga Swiatek, 17ª do ranking e atual campeã de Roland Garros. "Eu vou treinar com a Iga Swiatek por cinco dias. Depois, Daria Kasatkina e Aliona Bolsova se juntam a nós. A Bolsova entrou no lugar da Victoria Azarenka, que foi colocada em isolamento total".

"De acordo com as regras do isolamento, a gente pode passar cinco horas por dia fora do hotel: são duas horas em quadra, duas horas na academia, e uma hora para alimentação. Temos muitas tendas externas, onde podemos sentar", explica a ucraniana. "Vejo outras jogadoras nas quadras, mas não estamos autorizadas a ficar perto delas. No intervalo entre os treinos, as quadras são limpas e desinfetadas por 30 minutos. Não posso reclamar, já que eu tive sorte de não ser colocada em total isolamento. Eu tenho todas as condições necessárias e estou aproveitando estar aqui".

"Eu iria para a academia ontem, mas o treino foi cancelado. Então, minha primeira sessão de treinos foi só hoje. No geral, as condições de são boas. Tem um staff para nos atender e deixar tudo limpo. Cada dupla tem acesso a duas salas diferentes, uma para exercícios de cardio e outra para levantar peso. A cada dia, você escolhe o que quer fazer", comenta a vencedora de 15 torneios da WTA. "Por exemplo, hoje eu fiquei na sala de exercícios de cardio, enquanto a Iga Swiatek ficou com os pesos. Então, amanhã a gente troca. Tem uma distância entre as salas para que os jogadores não tenham contato muito próximo umas com as outras".

A ucraniana também falou sobre o que faz para passar o tempo quando não pode ir para a quadra. "Quando eu não posso sair para treinar, eu faço alguns exercícios no quarto. Eu começo o dia fazendo um aquecimento, depois tomo café da manhã, faço um treino de bicicleta com o Andrew e levanto pesos. Então, eu almoço. Já no período da tarde, quando as pessoas estão acordando na Europa, eu tenho algumas aulas de ucraniano e de francês com um tutor. E à noite eu leio, assisto filmes e faço minhas lições de casa".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva