Notícias | Dia a dia
AO nega que 2 jogadores deram positivo para Covid-19
19/01/2021 às 09h19

Melbourne (Austrália) - Uma atualização do Departamento de Saúde e Serviços Humanos divulgada pouco antes das 17h (na Austrália) na terça-feira disse que dois jogadores estavam entre os três novos casos de coronavíris conectados ao Australian Open. Contudo, a organização do torneio contestou as autoridades de saúde de Victoria.

O presidente da Tennis Australia, Craig Tiley, sugeriu durante uma coletiva de imprensa que alguns dos seis casos relacionados ao evento não eram agudos, mas incidentes de disseminação viral. Já o chefe de saúde de Victoria, Brett Sutton, disse em um comunicado que os três novos casos positivos ligados ao Aberto da Austrália "envolvem dois jogadores e um não jogador".

+ Epidemiologista aposta em novos casos antes do AO
+ Bautista compara isolamento a prisão e pede desculpa
+ Australian Open marca treinos a partir de 6h30

De acordo com o Sydney Morning Herald, são dois homens na casa dos 30 anos e uma mulher na casa dos 20, todos eles isolados no hotel. Na segunda-feira Sutton também falou que pode haver um quarto novo caso, mais um envolvendo um atleta, que teria testado positivo no último domingo.

Ao ser questionado especificamente se os casos positivos incluíam algum jogador, Tiley garantiu que não. “Desses seis (casos envolvendo participantes do AO), nenhum deles é de jogador e sim de pessoas ligadas aos tenistas. No que diz respeito aos atletas com teste positivo, não tivemos nenhum”, afirmou o principal dirigente do tênis australiano.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva