Notícias | Dia a dia
Voo de Dubai pode ser o 4º com um contaminado
17/01/2021 às 18h08

Melbourne (Austrália) - Por enquanto são apenas três os voos que chegaram à Austrália com contaminados, deixando 72 tenistas totalmente isolados em seus quartos de hotel. Contudo, segundo afirma o site OpenCourt, o número deve subir com pelo menos mais um caso confirmado em um voo vindo de Dubai.

Embora ainda ninguém tenha falado sobre este caso de Dubai, a jornalista Stephanie Myles garante que será confirmado porque estava neste voo. Ela conta que os testes iniciais foram feitos apenas com os tenistas e suas equipes, deixando de fora jornalistas e árbitros que também estavam a bordo.

“Meu primeiro teste estava agendado apenas para o 3º dia, mas logo no 1º uma equipe de três médicos totalmente vestidos com EPI bateu minha porta anunciando que estavam aqui para realizar um teste de PCR”, descreveu a jornalista, que perguntou se havia ocorrido um teste positivo no voo e a resposta foi “sim”.

+ Brasileiros não estavam em voos com infectados
+ Organização do Australian Open descarta adiamento
+ Djoko propõe novas medidas para tenistas isolados
+ Tenistas discutem formas de protesto e até boicote

“Eles confirmaram, mas não sabiam quantos positivos”, completou a repórter, que foi testada logo de manhã e na mesma noite já havia recebido o resultado negativo para o coronavírus. Entre as jogadoras listadas neste voo de Dubai estão Sara Errani, Tsvetana Pironkova, Lesia Tsurenko, Greet Minnen, Francesca Jones, Rebecca Marino, Mihaela Buzarnescu, Chloe Paquet e Whitney Osuigwe.

Na mesma matéria, foi levantado um infectado em um dos voos que foi para Adelaide, onde as principais estrelas fazem um confinamento exclusivo, mas sem entrar em detalhes. O caso provavelmente é do preparador físico de Filip Krajinovic, que segundo o Sportklub testou mesmo positivo, mas como já havia sido infectado antes e tinha anticorpos acabou liberado, assim como todos os demais.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva