Notícias | Dia a dia
Djoko propõe novas medidas para tenistas isolados
17/01/2021 às 11h13

Adelaide (Austrália) - Enquanto o número de tenistas isolados só cresce, indo agora para 72 com a confirmação de um terceiro voo com algum infectado, vindo de Doha com os jogadores que furaram o quali no masculino, o sérvio Novak Djokovic resolveu se movimentar para buscar alguma solução para os companheiros que estão sendo forçados a ficar 14 dias seguidos sem sair do quarto.

O número 1 do mundo enviou algumas propostas aos organizadores do Australian Open, com destaque para o pedido da redução do isolamento dos tenistas confinados, cobrando novos testes. Ele também requisitou materiais para treinamento em todos os quartos, comida decente e permissão para que os atletas possam conversar com os técnicos se ambos passarem no teste PCR.

Djokovic também sugeriu que os atletas e seus treinadores ficassem no mesmo andar do hotel em que estão abrigados. Por fim, ele gostaria que o máximo possível de tenistas que estão em isolamento total seja colocado em uma casa particular com quadra de tênis para que eles possam treinar.

As normas rígidas impostas aos jogadores que chegaram em voos com contaminados foram criticadas por muitos deles, alguns alegando que essa possibilidade não estava prevista anteriormente. Contudo, há quem defenda a organização e diga que tudo foi sim dito em reuniões realizadas com os tenistas antes do evento.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva