Notícias | Dia a dia
Tomic afirma ser injustiçado durante sua carreira
16/01/2021 às 14h20

Melbourne (Austrália) - Único dos 20 australianos que foram tentar a sorte nos qualificatórios para o Australian Open em Doha (masculino) e Dubai (feminino) que conseguiu um lugar na chave principal do primeiro Grand Slam da temporada, Bernard Tomic terminou a competição exausto e sabendo que ainda precisa melhorar muito o físico no decorrer da temporada.

“Estou muito cansado, mais cansado do que feliz para ser sincero. Nunca estive tão cansado e já joguei muito tênis. Não estou muito animado, mas é uma coisa boa, é bom ter furado o quali. Mas estou fisicamente muito mal”, disse o antigo ex-top 20 em entrevista à AAP, na qual ele também falou que críticos não foram justos com ele durante sua carreira.

“Fui para Doha, arrisquei minha vida voando aqui, minha saúde com a Covid correndo por aí e muitos doentes. Muitas coisas podiam dar errado. Estou arriscando minha vida, estou jogando e competindo. Claro, eu quero chegar lá”, disse Tomic, quando questionado se suas ambições no tênis ainda ardiam.

O australiano de 28 anos reforçou que segue jogando porque tem vontade e não pelo fator financeiro. “Caso contrário, eu estaria pendurando minhas raquetes. Não precisava mais jogar tênis, pois já tenho dinheiro suficiente. Então, por que está me fazendo essa pergunta? Não faça perguntas como essa (se ainda tem motivação)”, rebateu Tomic.

Ao comentar sobre suas chances no decorrer da temporada, ele foi bem sucinto e sincero. “Tenho chance de ganhar um campeonato nesta fase ou no próximo ano? Não. Mas eu tenho chance de jogar bem em um Slam? Sim”, finalizou o atual 228 do mundo.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva