Notícias | Dia a dia
Woodbridge acha difícil que Andy jogue na Austrália
15/01/2021 às 10h56

Melbourne (Austrália) - Um dos maiores duplistas de todos os tempos, o australiano Todd Woodbridge acredita que dificilmente o britânico Andu Murray, que testou positivo para o coronavírus às vésperas de seu embarque para a disputa do Australian Open, resolva participar do primeiro Grand Slam da temporada postas todas as rígidas normas impostas pela organização.

"Todos os jogadores precisaram pegar voos charter para chegar aqui a tempo de passar pelo período de quarentena. Se ele conseguir seu próprio voo para Melbourne poderia chegar aqui a tempo, mas acho que é altamente, altamente improvável, porque Andy passou por uma grande reabilitação com cirurgias de quadril.", disse Woodbridge ao Nine's Today.

Dono de 16 títulos de Slam nas duplas, o australiano de 49 anos ainda destaca a questão da preparação em Melbourne, que ficaria bastante prejudicada para Murray. "Ele vai chegar atrasado e ter apenas alguns dias de treino em quadra antes do torneio. Não acho que ele correria esse risco depois de passar pelo que passou", opinou Woodbridge.

A equipe de Murray está em contato com a Tennis Australia e o diretor do torneio, Craig Tiley, mas não está claro como ele poderia chegar em uma data posterior devido às restrições para estrangeiros entrarem no estado de Victoria depois de todo mundo. Ao todo foram fretados 15 voos para a Austrália, que chegarão em Melbourne e Adelaide.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva