Notícias | Dia a dia
Após 1 ano e meio, Tomic volta a disputar um Slam
13/01/2021 às 12h59

Doha (Qatar) - Na busca pelo caminho de volta aos melhores tempos, o australiano Bernard Tomic parece estar aos poucos recuperando a forma. Depois de ficar um ano e meio sem jogar a chave principal dos Grand Slam, ele fará seu retorno no Australian Open de 2021, tendo furado o qualificatório disputado em Doha.

O australiano de 28 anos superou nesta quarta-feira a última rodada do quali do primeiro Slam da temporada, batendo o compatriota John Patrick Smith em três sets, com o placar final de 6/4, 5/7 e 7/6 (10-7). Tomic não participava de um dos quatro principais torneios do circuito desde a queda na estreia de Wimbledon em 2019.

Atual 228 do mundo, Tomic foi o único representante de seu país a superar a fase qualificatória, mas não foi o único nome conhecido do público a conseguir esse feito. Também garantiram vagas na chave principal de Melbourne o sérvio Viktor Troicki e o ucraniano Sergiy Stakhovsky.

Troicki encarou na última rodada o alemão Cedrik-Marcel Stebe e triunfou em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/2. Stakhovski derrubou o outro australiano que havia chegado na fase final, superando o convidado Dane Sweeny de virada, com o placar final de 2/6, 6/3 e 6/1.

Os principais favoritos não se deram muito bem e foram eliminados. Segundo pré-classificado, o boliviano Hugo Dellien perdeu para o jovem espanhol Carlos Alcaraz, que aos 17 anos vai disputar seu primeiro Grand Slam. Já o cabeça de chave 1, o francês Gregoire Barrere, acabou superado pelo português Federico Silva com 6/3 e 6/4.

Mais sorte teve o cabeça de chave 3 Aslan Karatsev, que fez valer a condição de cabeça de chave 3 e venceu o francês Alexander Muller com 6/2 e 6/1. Algoz de Felipe Meligeni, o tcheco Tomas Marchac também avançou, assim como o holandês Botic van de Zandschlup, que bateu o mineiro João Menezes.

Também se classificaram os norte-americanos Michael Mmoh, o sueco Elias Ymer, o francês Quentin Halys, o belga Kimmer Coppejans, Maxime Cressy, o espanhol Mario Vilella, o russo Roman Safiulin e o suíço Henri Laaksonen.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva