Notícias | Dia a dia
Stefani tenta maior título da carreira nesta quarta
12/01/2021 às 17h22

Stefani pode conquistar seu primeiro torneio WTA 500 na carreira

Foto: Arquivo

Abu Dhabi (Emirados Árabes) - Finalista de duplas no WTA 500 de Abu Dhabi, Luisa Stefani disputa nesta quarta-feira sua sexta final na elite do circuito e busca o terceiro título. Mais que isso, uma eventual conquista ao lado da norte-americana Hayley Carter seria a maior de sua carreira.

Stefani e Carter enfrentam as japonesas Shuko Ayoama e Ena Shibahara, por volta das 6h30 (de Brasília). As duplas já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. O jogo será transmitido pelo serviço de streaming Watch ESPN e ESPN App, que estão disponíveis para os assinantes da emissora em pacotes de TV por assinatura.

A parceria entre Luisa Stefani e Hayley Carter já venceu dois WTA. O primeiro foi em setembro de 2019 em Tashkent, no Uzbequistão, e o segundo foi em agosto do ano passado em Lexington, nos Estados Unidos. A paulistana de 23 anos disputou cinco finais de WTA, sendo apenas uma em nível 500, no fim do ano passado em Ostrava, ao lado da top 10 canadense Gabriela Dabrowski.

Vitória sobre campeãs de Slam na semi
A vaga na final em Abu Dhabi veio com uma vitória expressiva sobre a russa Vera Zvonareva e a alemã Laura Siegemund, atuais campeãs do US Open, por 7/5, 1/6 e 10-8. "Foi um jogo bem duro, parelho. Partida de xadrez, bem tática. No primeiro set, perdíamos por 5/3, mas depois tivemos nossos melhores games na partida. Jogamos muito bem, executando o que queríamos taticamente. Demos uma caída no segundo set e elas foram bem, mesmo assim a partida estava parelha. No super tiebreak, voltamos com energia. Teve uma confusão ali de quem sacava, mas sabíamos o que tínhamos que fazer e elas foram inteligentes também".

"Foi um jogo difícil na quadra central, que é mais lenta. A bola quica um pouco mais. As meninas, querendo ou não, ganharam o US Open, jogam muito bem simples como duplas e são experientes. Muito feliz de chegar na final nesse primeiro torneio do ano. Isso mostra o trabalho que fizemos na pré-temporada", acrescenta a paulistana de 23 anos e atual 33ª colocada no ranking das especialistas em duplas.

Pré-temporada em SP e vaga no top 30
Stefani treina há bastante tempo nos Estados Unidos, especialmente na academia Saddlebrook, na Flórida. Mas este ano, em razão da pandemia, precisou fazer sua pré-temporada em São Paulo, mas aprovou os bons resultados. "A pré-temporada foi bem diferente pra mim. Bastante crédito para a equipe do Instituto Tênis no Brasil e claro à academia Saddlebrook que me apoiou e mandou treino mesmo de longe. Foi um conjunto de coisas que ajudaram a ir bem nessa primeira semana. Mas ainda tem mais um jogo pela frente. Vamos buscar fechar a semana com chave de ouro".

Pelo resultado, Stefani garante entrada no top 30 do ranking e poderá atingir a 28ª colocação caso conquiste o título. "Show alcançar o top 30 pela primeira vez. Sempre acredito que o ranking é uma consequência dos resultados, que vêm com o treino e trabalho duro. É mais um passo no caminho certo, mais um degrau onde quero chegar que são as Olimpíadas. Então, acho que o mais gratificante é ver a melhora e o trabalho dando frutos. É acreditar no jogo que o ranking virá como consequência. Bem legal começar o ano assim com uma final e o pé direito".

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio