Notícias | Dia a dia
Adiamento do AO faz Muguruza mudar a rotina
31/12/2020 às 14h09

Muguruza inicia a temporada já na próxima semana em Abu Dhabi

Foto: Arquivo

Marbella (Espanha) - O adiamento do Australian Open, agora previsto para começar em 8 de fevereiro, fez Garbiñe Muguruza mudar um pouco sua rotina de pré-temporada. Finalista do Grand Slam australiano em 2020, a espanhola já estava na reta final de sua preparação e decidiu fazer alguns ajustes para chegar bem ao torneio em Melbourne.

"Foi uma pré-temporada positiva. Trabalhamos muito bem. Claro, o adiamento do Australian Open mudou nosso planejamento e foi um pouco frustrante. Estávamos prestes a voar para a Austrália quando recebemos um e-mail confirmando o adiamento", disse Muguruza ao jornal AS.

A espanhola explica que a preparação foi focada na parte física para melhorar sua mobilidade em quadra. "A nível tático e técnico este ano não houve uma grande mudança, porque já partimos de uma boa base. Não trabalhamos um golpe específico, mas sim na agilidade, no movimento e no fortalecimento dos membros superiores, para sacar com mais força".

"Mas não há mais tanto espaço para melhorias. Claro que você pode avançar ou incorporar elementos ao seu jogo, mas também não vou chegar à Austrália com um saque diferente. É preciso estar bem fisicamente para ter a sensação de estar preparada. Isso traz muita confiança", acrescentou a jogadora de 27 anos.

A espanhola começará a temporada na semana que vem, em Abu Dhabi, antes de atuar em solo australiano. "Se os torneios agendados para esses primeiros meses forem disputados, o início pode ser bom. Ter ou não público é secundário. O importante é que possamos trabalhar e competir, não apenas treinar".

Ao retomar ainda em 2019 a parceria com a ex-jogadora e agora técnica Conchita Martínez, Muguruza acredita que criou uma conexão muito boa com sua treinadora. "Tenho uma abordagem diferente para trabalhar. Talvez eu fosse mais rígida antes. E embora isso tenha funcionado para mim na hora de dar um salto na carreira e me transformar em uma jogadora top, eu senti que aquilo parou de funcionar e que eu precisava de um trabalho diferente, mais calmo".

"Como Conchita também foi jogadora, há momentos em que a gente não precisa nem falar. Basta um gesto ou um olhar. Quando você tem uma ligação como a que eu tenho com ela, a união é muito mais fácil. Nós nunca discutimos, nem temos momentos de tensão. A gente se entende porque ela já esteve no meu lugar e já viveu aqueles momentos".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva