Notícias | Dia a dia
Heide decide contra favorito Danielzinho na Paulistana
19/12/2020 às 20h49

Christian Oliveira (azul) e Gabriel Ciro ficaram com o título de duplas

Foto: João Pires

São Paulo (SP) - Um verdadeiro duelo de gerações marcará a decisão deste domingo no Ano II - Tennis Open. Gustavo Heide, 18 anos, tentará conquistar o primeiro troféu da carreira entre os profissionais contra Daniel Dutra da Silva, 32, o mais experiente competidor da chave principal. A tarefa do atual campeão do Banana Bowl será das mais desafiadoras, uma vez que Danielzinho está embalado por atingir sua sexta final consecutiva nos eventos nacionais do Instituto Sports em 2020.

Para alcançar a decisão, Heide superou Paulo André Saraiva em sets diretos, parciais de 6/2 e 7/6 (10-8). O garoto de Ribeirão Preto chegou a sacar para fechar em 6/5 na segunda parcial, mas levou a quebra. No tiebreak, salvou três set -points antes de definir a partida. "Sabia que ia ser um tiebreak complicado, porque ele acabou quebrando quando eu saquei em 6/5. Na hora em que ele teve os set points, eu vi que ele sentiu um pouco, salvei jogando bem. E depois consegui fechar jogando tranquilo", destacou.

Daniel atingiu neste sábado a marca de 27 vitórias em 29 jogos disputados. Sua última 'vítima' foi Gabriel Tumasonis, derrotado por 7/5 e 6/3. O canhoto natural de São Paulo destacou o seu serviço como diferencial. Tamanha a eficiência que ele chegou a fazer um "game real" com 4 aces em 4 pontos disputados no game. "Nos momentos importantes eu saquei muito bem e isso fez a diferença. Consegui as quebras no fim do primeiro e no começo do segundo set e depois administrei os serviços, o que foi fundamental", analisou Dutra da Silva, finalista nas etapas de Curitiba, Piracicaba e campeão em Recife, Brasília, São Carlos.

Nas duplas, o sábado foi todo de Christian Oliveira e Gabriel Ciro, que se sagraram campeões sobre Paulo André Saraiva e Marcio Silva por 7/6 (7-3) e 6/4. "Jogamos muito bem durante a semana. Nossa parceria é fora das quadras também, somos muito amigos. Isso influenciou bastante e e espero atuar ao lado do Ciro mais vezes", afirmou Christian. Gabriel finalizou, reforçando os laços de amizade com o carioca: "Nossa companhia é muito forte, vem desde a infância. Ganhamos o torneio, mesmo fazendo muito tempo que não jogávamos dupla juntos. O entrosamento vem todo da nossa amizade fora das quadras".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva