Notícias | Dia a dia
Cerundolo coroa melhor ano com o título em Campinas
06/12/2020 às 14h54

Argentino de 22 anos conquistou em Campinas o terceiro challenger da carreira

Foto: João Pires/Fotojump

Campinas (SP) - O argentino Francisco Cerundolo coroou o melhor momento da carreira encerrando o ano com a conquista do challenger de Campinas. Neste domingo, o jogador de 22 anos levantou seu terceiro troféu de challenger ao superar o espanhol Roberto Carballes, cabeça de chave número 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/3, em 2h14 de partida.

“Estou muito contente, foi uma semana incrível. Ganhar o segundo título em três semanas é algo que não esperava e estou muito contente pela maneira como terminei o ano”, comemorou Cerundolo, que há 15 dias saiu vitorioso em Guayaquil.

O argentino começou a temporada como 248º do mundo, chegou ao interior paulista com o melhor ranking pessoal (159º) e deve aparecer entre os 140 nesta segunda-feira. Com desta semana somou 80 pontos e recebeu premiação de US$ 7.200. Cerundolo é o sexto argentino a triunfar em Campinas e nas oitavas de final esteve a um ponto da eliminação, contra o compatriota Facundo Mena.

“É incrível. Na segunda rodada não joguei bem, Mena deixou a partida muito difícil, me fez jogar mal, mas consegui me manter firme de cabeça. Salvar um match point e depois terminar a semana com o troféu é incrível”, lembrou o argentino.

O grande momento de Cerundolo é comprovado nos números, especialmente no segundo semestre. Ele é o tenista com mais vitórias em challengers após a pausa do circuito por conta da pandemia, com 22, e faturou os três títulos da carreira nesse nível nos últimos três meses. Com isso, divide a liderança em troféus na temporada com o espanhol Carlos Alcaraz.

“Terminar o ano em 140 do mundo não estava nos meus planos, é uma loucura. Agora vou voltar para a Argentina para descansar, festejar com os meus amigos e com a minha família e depois começar a pensar nos objetivos e no calendário do ano que vem”, concluiu.

Apesar do vice-campeonato, Carballes Baena destacou o lado positivo de sua primeira campanha no challenger de Campinas, que o colocará de volta no top 100. “Este é um torneio muito bom, o clube tem ótimas instalações. Lamento pela final, mas estou contente pela semana. O objetivo era terminar no top 100 e jogar na Austrália”, analisou o espanhol, já de olho no primeiro Grand Slam de 2021.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva