Notícias | Dia a dia
WTA troca nomenclaturas, mas mantém pontuações
02/12/2020 às 14h21

Apesar da mudança nas categorias, torneios como o de Roma seguem dando 900 pontos no ranking

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A WTA anunciou nesta quarta-feira a tão esperada mudança na nomenclatura de seus torneios. A ideia é simplificar o entendimento para o público geral, adotando um sistema similar ao da ATP. A partir de 2021, os eventos serão chamados de WTA 1000 (que engloba os antigos Premier 5 e Premier Mandatory), WTA 500 (antigos Premier), WTA 250 (International) e WTA 125 (para os torneios da série 125k, equivalentes aos challengers).

Segundo o comunicado da entidade, a WTA trabalhou em conjunto com a ATP para criar consistência e alinhamento no tênis profissional. Entretanto, a nomenclatura revisada não está vinculada aos pontos no ranking ou às premiações em dinheiro, mas sim em um sistema categórico para ajudar a definir os níveis dos torneios do circuito.

Dessa forma, o atual sistema de pontuação será mantido. Os torneios 250 seguem dando 280 pontos no ranking, enquanto os 500 continuam dando 470. No caso dos WTA 1000, os torneios de Indian Wells, Miami, Madri e Pequim seguem oferecendo mil pontos, enquanto Doha ou Dubai (é feito o rodízio anual), Roma, Toronto, Cincinnati e Wuhan seguem oferecendo 900 pontos. Isso porque eles eram eventos Premier 5, sem caráter obrigatório para as principais jogadoras.

"Ao adotar esta nomenclatura simplificada de torneios, o novo sistema visa tornar mais fácil para os fãs da WTA, parceiros comerciais e para mídia se envolverem e seguirem nosso esporte", disse Micky Lawler, presidente da WTA.

"Os fãs realmente aprovam a abordagem unificada que o tênis é capaz de oferecer de maneira única", acrescentou a dirigente. "Vemos isso com vendas de ingressos nos torneios conjuntos, com chaves femininas e masculinas, e pela audiência em plataformas de transmissão compartilhadas, além da popularidade da série de conteúdo digital 'Tennis United' co-criada pela WTA e ATP em meio aos desafios de 2020".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva