Notícias | Dia a dia
Wild e Bellucci estreiam nesta segunda em Campinas
29/11/2020 às 17h46

Bellucci faz seu último torneio da temporada e busca uma reação após ano difícil

Foto: João Pires

Campinas (SP) - A abertura da chave principal da 10ª edição do Campeonato Internacional de Tênis verá seis brasileiros em quadra na Sociedade Hípica de Campinas. Nesta segunda-feira, Thiago Wild, Thomaz Bellucci, Oscar Gutierrez e João Lucas Reis iniciam suas campanhas, além do duelo nacional entre Orlando Luz e Matheus Pucinelli, que abre o torneio.

Segundo principal favorito ao título, Wild enfrenta o chileno Alejandro Tabilo, 175º do ranking mundial, às 17h30. O paranaense levou a melhor no único duelo entre eles, há três meses, na semifinal do Challenger de Aix en Provence. “Ele joga bem agressivo, assim como eu, e saca bem. Acho que vai ser um jogo interessante!, avalia Wild. "Jogar no Brasil é sempre legal. Não venho de uma sequência muito boa, mas tênis é um esporte de surpresas, a gente vira esse momento em qualquer semana. Tenho que treinar e me concentrar. Em um momento como esse a gente tem que estar feliz por estar jogando”, disse Wild, 115º da ATP, que foi surpreendido na estreia de São Paulo na semana passada.

O encerramento do primeiro dia em Campinas terá em quadra Thomaz Bellucci, duas vezes quadrifinalista no torneio. O canhoto de 32 anos enfrenta pela primeira vez o argentino Camilo Ugo Carabelli, que venceu duas rodadas no qualifying na Hípica, a partir das 19h. “É sempre um jogo difícil estrear contra um quali. Na maioria das vezes o cara joga como franco atirador, com um pouco menos de responsabilidade. Mas às vezes ele vem um pouco mais cansado, com o calor que está aqui é desgastante jogar três dias seguidos. As condições estão boas, com a bola um pouco mais lenta que a da semana passada. Talvez a gente tenha mais troca de bola, mas são condições que eu conheço”, afirmou Bellucci, que ganhou apenas uma partida no challenger paulistano.

A largada da 10ª edição do ATP Challenger de Campinas será com o duelo entre Luz e Pucinelli, às 10h. O campineiro de 19 anos superou o gaúcho na última quinta-feira e espera manter o bom momento depois das quartas de final em São Paulo. “Espero aproveitar esse embalo”, afirma Pucinelli após o melhor resultado da carreira. “(Contra o Orlandinho) foi um jogo bem duro, no 3º set. Vai ser outra batalha, estou preparado para um jogo difícil, sabendo que posso me sair bem. Em São Paulo eu fui dia após dia, me sentindo bem a cada jogo, com a cabeça motivada e aproveitando a chance”.

No início da tarde, dois duelos entre Brasil e Argentina completam a programação do estádio João Lima. Gutierrez encara o qualifier Sebastian Baez, às 12h, enquanto Reis desafia o cabeça de chave 3, Facundo Bagnis, campeão em Campinas em 2016. Ambos os confrontos são inéditos no circuito.

Veja a programação completa desta segunda-feira na Hípica, onde não haverá presença de público:

Estádio principal - 10h
[C]Matheus Pucinelli (BRA) vs. [Alt]Orlando Luz (BRA)
Não antes de 12h
[C]Oscar Gutierrez (BRA) vs. [Q]Sebastian Baez (ARG)
Não antes de 14h
[C]João Lucas Reis (BRA) vs. [3]Facundo Bagnis (ARG)
Não antes de 17h30
Alejandro Tabilo (CHI) vs. [2]Thiago Wild (BRA)
Não antes de 19h
[Q]Camilo Carabelli (ARG) vs. Thomaz Bellucci (BRA)

Quadra 3 - 11h
Vit Kopriva (TCH) vs Teymuraz Gabashvili (RUS)
Não antes de 13h
[6]Emilio Gomez (EQU) vs. Roberto Quiroz (EQU)

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva