Notícias | Dia a dia
Menezes domina e confirma lugar na semi em SP
27/11/2020 às 17h22

Menezes tenta alcançar sua terceira final de challenger na carreira

Foto: Marcello Zambrana/DGW

São Paulo (SP) - No jogo que encerrou a rodada das quartas de final do challenger de São Paulo, João Menezes confirmou o favoritismo no duelo nacional contra Matheus Pucinelli. O mineiro de 23 anos e número 204º do mundo marcou um duplo 6/2 em apenas 1h22 de partida contra o paulista de 19 anos e apenas 936º colocado.

Menezes tem um título de challenger, conquistado em Samarkand no Uzbequistão no ano passado, e busca sua terceira final em torneios deste porte. Ele enfrenta o português Frederico Ferreira Silva, 203º do ranking, que venceu o argentino Camilo Carabelli por 7/5 e 6/2. Eles se enfrentaram recentemente no quali de Roland Garros, com vitória portuguesa. Ferreira Silva também levou a melhor em duelo de nível future ainda em 2014.

A outra semifinal será um duelo nacional entre Pedro Sakamoto e Felipe Meligeni Alves. Ambos lutam por uma inédita final de challenger na carreira. Sakamoto é mais experiente, está com 27 anos e é o número 308 do mundo, enquanto Meligeni está no 306º lugar aos 22 anos. O único duelo anterior teve vitória de Sakamoto no future de Campos do Jordão em 2015.

Menezes voltará ao top 200 do ranking
A campanha até a semi em São Paulo rende 29 pontos na ATP a Menezes, que tem apenas três pontos a descartar de seu 18º e último resultado válido para o ranking. Com isso, ele deve voltar ao top 200. A melhor marca de sua carreira foi o 172º lugar, alcançado em fevereiro deste ano.

Já Pucinelli encerra uma campanha que teve quatro vitórias seguidas desde o quali. Este foi apenas o terceiro challenger que o paulista disputou na carreira e ele conseguiu suas primeiras vitórias. Com 15 pontos da chave principal e mais quatro do quali, deve dar um salto de mais de 250 posições no ranking e ir parar no 678º lugar.

Mesmo com apenas 50% de primeiros serviços em quadra durante a partida, Menezes controlou o jogo de forma bastante segura desde o início. O mineiro conseguiu seis quebras de serviço, três em cada set, e perdeu apenas dois games de saque. Pucinelli só esteve à frente no placar quando liderava o set inicial por 2/1, mas depois perdeu cinco games seguidos. Na parcial seguinte, Menezes abriu 3/1, permitiu uma quebra, mas depois venceu os últimos três games da partida.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva