Notícias | Dia a dia
Final de duplas em SP terá 3 brasileiros em quadra
27/11/2020 às 16h54

Rogerinho e Romboli receberam convite para a chave de duplas do torneio

Foto: Marcello Zambrana/DGW

São Paulo (SP) - A final de duplas do challenger de São Paulo terá três brasileiros em quadra. O paulista Felipe Meligeni Alves e seu parceiro venezuelano Luis David Martinez são os principais cabeças de chave e buscam o segundo título seguido. Eles enfrentam a parceria nacional formada por Rogério Dutra Silva e Fernando Romboli, que recebeu convite para a competição disputada no Clube Hípico Santo Amaro.

Felipe Meligeni e o venezuelano Luis David Martinez tentam manter o embalo depois do título em Guayaquil no último sábado. Eles venceram o argentino Guillermo Duran e o equatoriano Roberto Quiroz por 6/4 e 6/2. Na outra semifinal, Romboli e Rogerinho venceram os espanhóis Carlos Gomez-Herrera e Roberto Ortega-Olmedo por 6/4 e 6/2.

Atual número 136 do ranking dos especialistas em duplas, Felipe Meligeni está com 22 anos e disputará sua quarta final de challenger na modalidade. Ele também é semifinalista de simples em São Paulo e garantiu 29 pontos no ranking. O jovem de 22 anos e número 306 do mundo terá um duelo nacional com Pedro Sakamoto, 308º colocado.

Já o veterano Rogerinho agora está focado apenas no circuito de duplas, depois de ficar 13 meses sem jogar. Seu longo afastamento do circuito se deu devido a problemas de saúde na família e o nascimento do segundo filho. Ex-número 63 do mundo e atualmente com 36 anos, o experiente paulista ocupa apenas o 439º lugar no ranking de simples e a 707ª posição nas duplas.

Já Fernando Romboli está com 31 anos e é o atual 107º colocado no ranking dos duplistas. Nascido no Rio de Janeiro, mas radicado em Santos, ele tem 13 títulos de challenger nas duplas. Ano passado, ganhou cinco torneios deste porte. O melhor ranking de sua carreira como foi o 92º lugar, alcançado em março deste ano.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva