Notícias | Dia a dia
Rio Open nega rumores de que não acontecerá em 2021
27/11/2020 às 16h21

Rio Open vive momento de indefinição com provável atraso na disputa do Australian Open

Foto: Fotojump
Felipe Priante

São Paulo (SP) - A sexta-feira trouxe rumores sobre um possível cancelamento do Rio Open em 2021. Em uma matéria do Marca sobre a possibilidade do Australian Open começar só em 1º de fevereiro, o jornal espanhol esboçou um calendário modificado para depois do primeiro Grand Slam da temporada e nele cortou o ATP 500 carioca.

“O ATP de Doha, que normalmente acontece na primeira semana do ano, poderia ir para a semana que deixa livre o Rio Open, que desaparece. Depois viria Dubai. Ainda estão em busca de um local para o ATP 500 que substituirá o Rio. Pode ser na Arábia Saudita, onde já foi realizada uma exibição de sucesso em dezembro passado”, afirmou o diário espanhol.

Procurada para comentar o assunto, a organização do torneio carioca rebateu os rumores. “Essa informação da Arábia Saudita não procede”, comentou o Rio Open através da assessoria de imprensa.

Fato é que com o provável adiamento do Australian Open, começando duas semanas depois do normal, o calendário dos dois primeiros meses ganha um grande ponto de interrogação, com a ATP precisando pensar no que irá fazer para alocar todas as competições.

A direção do Rio Open foi bastante cautelosa e preferiu não entrar em detalhes. “Estamos avaliando todas as opções”, disse a assessoria.

Uma das possibilidades é que a temporada de saibro sul-americana seja jogada para depois de Wimbledon, junto com a pequena série de torneios no saibro europeu. Mas ainda não há nada definido e tudo não passa de especulações que podem vir a se confirmar ou não. O anúncio da data do Australian Open é peça fundamental no que pode se tornar um quebra-cabeças o calendário dos primeiros meses de 2021 na ATP.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva