Notícias | Dia a dia
'Saquei mal e ele soube aproveitar', afirma Monteiro
25/11/2020 às 21h05

Monteiro cometeu nove duplas-faltas e permitiu três quebras de serviço ao rival

Foto: Marcello Zambrana/DGW

São Paulo (SP) - Eliminado ainda nas oitavas de final do challenger de São Paulo, Thiago Monteiro acredita que o mau desempenho no saque foi determinante na derrota sofrida na última quarta-feira. O número 1 do Brasil cometeu nove duplas faltas, permitiu seis break points e três quebras de serviço na derrota para o francês Maxime Janvier.

"Eu saquei mal e ele aproveitou esse meu fundamento um pouco abaixo. Não foi um jogo de muitos ralis", disse Monteiro após a derrota para Janvier por 7/6 (7-5), 6/7 (4-7) e 6/4 em 2h51 de partida na última quarta-feira, no Clube Hípico Santo Amaro.

"O jogo hoje foi bem duro e já imaginava, porque o cara é muito perigoso. Ele arriscou bastante e foi feliz em alguns momentos cruciais da partida", avalia o cearense, atual 84º do ranking. "Foram poucas trocas, sem ritmo. Ele sacou muito bem. Tentei competir da melhor forma, mas no final não consegui subir mais o nível para ganhar o jogo".

O evento na capital paulista foi o último na temporada para Monteiro. Em 2020, ele conseguiu oito vitórias em chaves principais de ATP e venceu mais 12 partidas em torneios de nível challenger. Nesse circuito intermediário, foi campeão em Punta del Este e vice no saibro italiano de Forli. Além disso, o canhoto de 26 anos também conseguiu seu melhor resultado da carreira em Grand Slam, ao alcançar a terceira rodada de Roland Garros.

Monteiro agora aguarda a definição do calendário do início da temporada 2021 para saber quais serão seus primeiros torneios no ano que vem. "Agora eu tiro uns dias de descanso e espero sair o calendário oficial para poder programar minha pré-temporada".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva