Notícias | Dia a dia
Aumento do torneio de Madri afeta mais a WTA
25/11/2020 às 17h54

Chave feminina começa no dia 29 de abril, já os homens atuam a partir de 2 de maio

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - Com a confirmação de que o Aberto de Madri será mais longo na próxima temporada, a direção do evento que reúne um Masters 1000 da ATP e um Premier Mandatory da WTA já divulgou mais detalhes a respeito da edição de 2021. O aumento de datas acaba modificando mais o calendário da chave feminina que a masculina.

Segundo os organizadores, os primeiros jogos serão no dia 27 de abril, uma terça-feira, com a disputa do quali feminino. Dois dias depois, em 29 de abril, começará a chave principal do torneio das mulheres. Os homens só entram em quadra no sábado, dia 1º de maio, com o início do quali. Os primeiros jogos da chave principal serão já no dia seguinte.

O torneio está marcado para terminar no dia 9 de maio, um domingo, data da final masculina de simples. Nos últimos anos, os organizadores têm realizado a final feminina um dia antes, no sábado. Além disso, a competição das mulheres já costumava começar mais cedo, já que os torneios desse nível da WTA não deu folga para as cabeças de chave na primeira rodada.

O calendário de 2021 da ATP já foi divulgado com grande antecedência, apesar das indefinições recentes por causa da pandemia da Covid-19. Na semana anterior ao Masters 1000 de Madri, estão marcados os ATP 250 de Munique e Estoril. Já a WTA ainda não divulgou o calendário completo do ano que vem.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva