Notícias | Dia a dia
Apostas elevam Medvedev a maior rival de Djoko na Austrália
25/11/2020 às 14h13

São Paulo (SP) - A campanha vitoriosa de Daniil Medvedev no ATP Finals mostrou ao mundo que o tenista de 24 anos tem tudo para desafiar o atual domínio de Novak Djokovic e Rafael Nadal na ponta do ranking. Isso pode ser visto nas cotações de apostas para o Australian Open de 2021, com o russo aparecendo já como o principal rival do sérvio para o primeiro Grand Slam do ano. A tarefa não será fácil, mas os resultados recentes inspiram confiança.

Entre todos na disputa, as apostas online mantêm Djokovic como maior favorito para o título do Australian Open. No dia 24 de novembro, o atual campeão aparecia com uma chance de título na casa dos 47,6%. Entretanto, a novidade fica por conta do segundo tenista com mais indicações de levar a taça para casa. Nadal e o atual vice Dominic Thiem perderam espaço e foram ultrapassados pelo atual campeão do ATP Finals.

Com 15,4% de chance de vitória, Medvedev é colocado como o principal desafiante de Djokovic nas quadras australianas. O principal motivo é o desempenho espetacular do russo no título do ATP Finals. Na campanha, ele venceu o próprio Djokovic na fase de grupos, passou por Nadal nas semifinais e derrotou Thiem na final. Ou seja, uma caminhada perfeita e que serviu para mostrar que Medvedev está na lista dos gigantes.

Os dois favoritos ao título prometem uma disputa acirrada, principalmente se olharmos os históricos do confronto. Em sete partidas disputadas, Djokovic venceu quatro partidas e Medvedev saiu vencedor em outras três. Ou seja, o aproveitamento do atual líder do ranking da ATP é de 57%.

Problemas em Melbourne
Apesar da boa cotação de título, Medvedev precisa quebrar um tabu chato que possui no Australian Open. Desde que virou profissional, em 2014, ele nunca conseguiu passar da quarta rodada da competição. Isso significa que o russo tem um aproveitamento ruim nas quadras australianas e precisa melhorar isso para sonhar com um título. Neste ano, ele foi eliminado pelo suíço Stanislas Wawrinka em uma das partidas mais equilibradas da temporada. 

Em 2019, na outra vez que Medvedev chegou até as oitavas, o russo acabou eliminado por Djokovic. É inegável no entanto que 'Urso' tem seu melhor rendimento em pisos mais velozes. Ele já conquistou o Masters 1000 de Cincinnati e o 500 de São Petersburgo, além do vice no US Open, todos em 2019. De seus nove títulos, cinco foram sobre quadra sintética fechada, como Paris-Bercy e o Finals.

A expectativa agora fica por conta da disputa do Australian Open na data convencional, ou seja, na segunda quinzena de janeiro, onde o calor é muito forte em Melbourne, ou se ele será adiado para março, o que pode amenizar o clima. Também não se sabe ainda se a Tennis Australia vai manter o piso mais veloz, como aconteceu em 2019.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva