Notícias | Dia a dia
Búlgara é banida do tênis e multada em US$ 150 mil
21/11/2020 às 10h30

Aleksandrina Naydenova cometeu 13 violações ao Programa Anticorrupção do Tênis

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - A búlgara Aleksandrina Naydenova foi banida do tênis pelo resto da vida depois que uma investigação da Tennis Integrity Unit (TIU) concluiu que ela participou de vários casos de manipulação de resultados entre 2015 e 2019. Além disso, ela foi considerada culpada por não cooperar com a investigação da TIU. Junto com o banimento, ela foi multada em US$ 150 mil.

Naydenova está com 28 anos e o melhor ranking de sua carreira foi o 218º lugar da WTA. Foi concluído que a tenista cometeu 13 violações ao Programa Anticorrupção do Tênis, sendo 12 casos de manipulação de resultados e mais uma violação por não colaborar com as investigações. Ela foi ouvida pelo auditor independente Richard McLaren, nos dias 19 e 20 de outubro.

A búlgara já estava suspensa provisoriamente desde 27 de dezembro do ano passado. Mas a partir da última sexta-feira, 20 de novembro, fica permanentemente proibida de jogar ou comparecer a qualquer evento de tênis organizado ou autorizado pelas entidadades que comandam o esporte.

De acordo com as regras do Programa Anticorrupção do Tênis, nenhuma pessoa credenciada para um torneio deve, direta ou indiretamente, manipular o resultado ou qualquer outro aspecto de um torneio. Além disso, todos devem cooperar totalmente com as investigações conduzidas pela TIU, incluindo o depoimento em audiências, se solicitado.

Ainda segundo da TIU, quando alguém é chamado para uma entrevista com a entidade ou toma conhecimento de qualquer investigação em andamento, ela deve preservar e não adulterar, danificar ou desativar qualquer evidência ou qualquer outra informação relacionada aos crimes de corrupção. Tampouco pode orientar outra pessoa a fazer isso.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva