Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Djokovic diz que ATP mudou regras do Conselho
18/11/2020 às 20h02

Djokovic diz que os jogadores o indicaram para o Conselho, mas que a ATP mudou as regras

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Apesar da dura derrota para Daniil Medvedev nesta quinta-feira pelo ATP Finals, um dos principais assuntos na entrevista de Novak Djokovic após a partida foi a possibilidade de o sérvio voltar ao Conselho dos Jogadores da ATP. O número 1 do mundo era também o presidente do Conselho, mas saiu desse grupo em agosto para formar a Professional Tennis Player Association (PTPA) que defenderia os interesses dos jogadores nas negociações do circuito.

Já nesta quinta-feira, foi veiculado que Djokovic pode ser reconduzido ao Conselho. A informação foi confirmada inclusive pelo brasileiro Bruno Soares, que faz parte do grupo. Entretanto, o sérvio explica que ele e o canadense Vasek Pospisil não se candidataram a essas vagas, mas foram indicados por outros jogadores. Além disso, o líder do ranking afirma que a ATP mudou o regimento e agora exige que os integrantes do Conselho não façam parte de outras organizações de jogadores.

+ Bruno confirma que Djoko tenta voltar ao Conselho
+ Djokovic pode sair de sindicato e voltar para Conselho
+ Medvedev derruba Djokovic e já está na semifinal

"Eu não me candidatei ao Conselho. Fui indicado por outros jogadores. É assim que funciona", disse Djokovic. "Não acho que exista um conflito de interesses em fazer parte da PTPA e do Conselho dos Jogadores da ATP. Por isso aceitei a nomeação, assim como o Vasek".

"Há uma nova regra que proíbe a participação no Conselho de membros de outras organizações dentro do ecossistema do tênis", acrescentou o sérvio de 33 anos. A regra foi votada ontem à noite, que basicamente não permite que nenhum jogador ativo participe das duas organizações. Isso é decepcionante para ser honesto, porque não fui abordado por ninguém da ATP sobre esse assunto".

Sérvio lamenta problemas físicos e chances perdidas
A respeito da derrota por duplo 6/3 para Medvedev nesta quarta-feira, o sérvio afirmou que teve alguns problemas físicos em quadra, sem especificar quais, e que o russo soube aproveitar o momento para abrir vantagem no placar. Além disso, o líder do ranking mundial lamentou as oportunidades perdidas quando o primeiro set estava empatado por 3/3 e sofreu sua primeira quebra na partida.

"Quando estava 3/3, não capitalizei os game points e diminuí meu nível, em termos físicos e de tênis", comentou Djokovic, que chegou a perder sete games seguidos na partida. "Eu não estava muito bem fisicamente entre o final do primeiro e no início do segundo. E ele estava sacando muito bem, sem cometer erros. Foi muito ruim perder sete games seguidos. Ele abriu 6/3 e 3/0. Não posso permitir que essas coisas aconteçam contra um dos melhores do mundo".

Djokovic também destacou a grande partida de Medvedev. O russo terminou o jogo liderando a estatística de winners por 20 a 19, além de ter cometido apenas 12 erros não-forçados contra 28 do sérvio. Ele também só enfrentou um break point e aproveitou três de suas oito chances de quebra.

"Ele estava simplesmente melhor, sem dúvida. Ele está sacando tremendamente bem e movendo-se muito bem. Ele não me deu muitos pontos de graça com erros não forçados. Sei que não foi uma boa partida da minha parte. Achei que poderia e deveria ter feito melhor, mas dou todo crédito a ele por jogar em altíssimo nível".

O número 1 do mundo volta a atuar na próxima sexta-feira, às 11h (de Brasília) contra Alexander Zverev. O sérvio lidera o histórico de confrontos contra o alemão por 3 a 2. O vencedor da partida ficará com a segunda vaga no Grupo Tóquio 1970 e enfrentará Dominic Thiem na semifinal de sábado.

Comentários