Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Eliminado, Rublev tira lições importantes do Finals
18/11/2020 às 08h46

Londres (Inglaterra) - Não deu para o russo Andrey Rublev em sua primeira participação no ATP Finals. Com duas derrotas em dois jogos, ele já está eliminado da competição antes mesmo da terceira partida, mas mesmo assim não desanimou com os resultados obtidos em Londres e espera tirar valorosas lições para seguir evoluindo como tenista.

“É uma grande experiência porque este evento te dá a oportunidade de jogar contra os melhores jogadores e você tem que aproveitar todas elas. Não importa, mesmo se eu já estiver eliminado”, comentou o russo de 23 anos, que nesta terça-feira perdeu para o grego Stefanos Tsitsipas em três sets, com parciais de 6/1, 4/6 e 7/6 (8-6) em 1h55 de confronto.

“Foi incrível que eu quase consegui virar aquela partida. Basicamente era para ser 6/1 e 6/3, mas eu ainda estava lá, ainda estava lutando e no final, tive match-point, tive a chance de ganhar. Estou muito feliz com minha força mental e esta é a única coisa que posso levar para enfrentar Dominic, porque contra ele você precisa jogar uma partida incrível e ser muito forte da cabeça”, falou Rublev.

O russo agora enfrentará o austríaco Dominic Thiem, que não apenas já está classificado para a semi, como também tem a liderança do grupo garantida. “Dominic ganhou duas lutas e fez hoje uma das melhores partidas deste ano contra Rafa, então já está nas semifinais e não tem nada a perder”, observou o atual número 8 do mundo.

“Vai entrar em quadra e jogará solto. Sua forma atual é realmente ótima, mas mesmo assim vou tentar dar o meu melhor para ver se consigo competir”, acrescentou Rublev, que já enfrentou o austríaco quatro vezes, com duas vitórias para cada lado. O russo perdeu os dois primeiros embates, mas venceu os dois últimos, inclusive um na casa de Thiem, no ATP 500 de Viena deste ano.

Por fim, o Rublev fez um balanço positivo de seu 2020, mesmo com a eliminação precoce no Finals. “Estou grato por esta temporada, não posso reclamar. Neste ano ganhei mais torneios do que no resto da minha carreira e venci mais partidas do que em qualquer outro ano. Eu sou aquele que não pode reclamar. Fiquei no Top 10 pela primeira vez. Essa temporada foi incrível para mim e só posso agradecer”, encerrou.

Comentários