Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Tsitsipas salva match point e decide com Nadal
17/11/2020 às 19h15

Tsitsipas terá um confronto direto com o espanhol em busca da classificação

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Atual campeão do ATP Finals, Stefanos Tsitsipas se recuperou da derrota na estreia desta edição do torneio e segue em busca da classificação para a semifinal em Londres. Depois de um primeiro set muito tranquilo, Tsitsipas encontrou resistência diante do russo Andrey Rublev e teve que salvar um match point na vitória por por 6/1, 4/6 e 7/6 (8-6) em 1h55 de partida.

Com o resultado, Tsitsipas terá um confronto direto com Rafael Nadal na próxima quinta-feira às 17h (de Brasília) por uma vaga na próxima fase do torneio. Ele já enfrentou Nadal seis vezes, mas só conseguiu uma vitória. Além disso, Dominic Thiem assegura a classificação para a semifinal e a liderança no Grupo Londres 2020. Já Rublev está eliminado da competição.

Na temporada, Tsitsipas acumula 29 vitórias e 13 derrotas no circuito, com um título em Marselha, os vice-campeonatos em Dubai e Hamburgo e as semifinais de Roland Garros e do Masters 1000 de Cincinnati. O grego de 22 anos e atual número 6 do mundo conseguiu marcas importantes na temporada passada, ao se tornar o campeão mais jovem do Finals desde Lleyton Hewitt em 2001 e o primeiro estreante a vencer o torneio desde Alex Corretja em 1998.

Já o oitavo colocado Rublev, que disputou o Finals pela primeira vez aos 23 anos, vive a melhor temporada da carreira, com cinco títulos, 40 vitórias e apenas dez derrotas. Apesar de não ter mais chance de classificação para a semifinal, o duelo com Thiem vale 200 pontos no ranking da ATP, além de uma premiação em dinheiro de US$ 153 mil.

Jogo começou com set relâmpago
Tsitsipas dominou amplamente as ações no primeiro set. Ele terminou a parcial com seis winners e apenas três erros não-forçados, enquanto Rublev anotou apenas duas bolas vencedoras e errou oito vezes. O grego disparou quatro aces, cedeu só três pontos no serviço e aproveitou as duas chances de quebra que teve.

O grego continuou sacando muito bem no início do segundo set, tanto é que confirmou quatro games de serviço com apenas cinco pontos perdidos e um aproveitamento de 82% de primeiro saque na quadra. Rublev, por sua vez, começava a mostrar um tênis mais consistente, tanto no saque quanto nos golpes de fundo de quadra.

No oitavo game da parcial, o russo escapou de dois break points que poderiam deixá-lo em situação delicada. Pouco depois, aproveitou um breve momento de instabilidade do rival para conseguir sua primeira quebra na partida e vencer o set. Rublev terminou a parcial com o dobro de winners de Tsitsipas, 10 a 5, e cometeu sete erros, um a menos que o grego.

Rublev perdeu match point com dupla-falta
Tsitsipas criou cinco chances de quebra no início terceiro set, mas Rublev sobreviveu a um game muito longo e confirmou o serviço. Pouco depois, no sétimo game, o grego voltou a pressionar e colocou o rival em um perigoso 0-30, mas errou demais e não aproveitou a chance de novo. As oportunidades perdidas não abalavam o saque de Tsitsipas, que continuava sem correr riscos em seu serviço no set decisivo.

No tiebreak, com altos e baixo, o grego chegou a liderar por 5-2, mas permitiu a reação ao rival. Com o placar empatado por 5-5, Rublev venceu um rali longo e chegou ao match point no saque, mas logo depois fez uma dupla-falta, apenas sua segunda na partida. A chance perdida custou caro ao russo, já que Tsitsipas conseguiu fechar o jogo dois pontos mais tarde. Rublev terminou o jogo com dois winners a mais, 26 a 24, mas cometeu o dobro de erros, 32 contra 16 de Tsitsipas. O grego fez 10 a 6 em aces e conseguiu duas quebras em nove break points, enquanto o russo aproveitou a única chance de quebra que teve.

Comentários