Notícias | Dia a dia
'Não sou o mesmo de antes', diz Dimitrov sobre Covid
13/11/2020 às 11h08

Londres (Inglaterra) - Primeiro grande nome do tênis a ser diagnosticado com o coronavírus, bem no meio de sua participação da etapa de Zadar da Adria Cup, evento organizado pelo sérvio Novak Djokovic, o búlgaro voltou a falar sobre a contaminação, sua recuperação e o retorno posterior ao circuito em entrevista à BBC Sport.

Atual número 19 do mundo, ele acredita que poderia ter esperado mais para voltar a competir. “Sinto que não deveria ter ido para os Estados Unidos, mas tinha que me testar e saber em que condição meu corpo estava. Imaginava que poderia dar alguns passos para frente, mas talvez tenha dado uns passos para trás”, avaliou o búlgaro de 29 anos.

+ 'A primeira semana foi trágica', relembra Dimitrov
+ Dimitrov evolui, mas diz não estar 100% recuperado

Embora já tenha deixado o vírus para trás, Dimitrov ainda traz consigo pequenas sequelas. “Eu já me sinto muito, mas muito melhor do que antes, nem preciso mais cochilar ou algo parecido durante o dia. Mas há algumas coisas que ficaram e ainda não sou o mesmo de antes. Mas tudo bem, só não sei como isso vai acabar. Tudo que espero é que não pegue novamente”

Dimitorv explicou por que sentiu que precisava tornar público o fato de ter o vírus. "Como jogador, poderia facilmente ter ficado em casa sem dizer uma palavra, mas eu disse a mim mesmo que não seria certo. Havia tantas crianças ao meu redor e não sabia se elas tinham outros problemas de saúde. Então o que eu faria? Poderia viver com esse peso de não falar?”, finalizou o búlgaro.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG