Notícias | Dia a dia
Tsitsipas elogia algoz e lamenta volta da lesão de RG
04/11/2020 às 09h59

Paris (França) - Surpreendido logo em sua estreia no Masters 1000 de Paris, o grego Stefanos Tsitsipas não resistiu ao grande momento do francês Ugo Humbert, que anotou sua segunda vitória da carreira sobre um top 10 ao bater o cabeça de chave número 2 em três tiebreaks. Após a eliminação, o sexto melhor do mundo lamentou o resultado e principalmente a volta de uma lesão.

“No segundo set senti a lesão de Roland Garros novamente. Não estava me sentindo tão mal, mas ela me deixava no limite mental. Além do mais eu não sabia se era bom continuar jogando, mas isso não é desculpa. Apesar de tudo, ainda lutei, dei o meu melhor e com certeza estou triste com a derrota”, disse o grego, que também havia sentido desconforto em Roma.

Em contrapartida, Tsistipas não poupou elogios ao algoz francês. “Ugo fez um grande jogo de tênis. E eu não fui muito consistente e não joguei com confiança. Não sei se também estou desiludido com a forma como joguei, mas ele foi muito bom nos seus games de serviço, devolveu muito bem e mostrou hoje um ótimo nível”, observou o grego de 22 anos.

“Ugo controlou seu forehand muito bem ao longo do jogo, acertando alguns golpes espetaculares no primeiro game do terceiro set, algo que me pegou de surpresa. Ele foi capaz de gerar muitas oportunidades e me machucou muito no lado direito. Eu também diria que seu saque foi bastante consistente”, acrescentou Tsitsipas.

O grego ainda fez uma avaliação do que poderia ter executado melhor durante a partida. “Talvez se estivesse um pouco mais focado quando estava 3/0 no primeiro set. Faltou também visualizar um pouco melhor as jogadas e não ficar pensando nas decorrências de cada ponto”, disse o tenista de Atenas.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio