Notícias | Dia a dia
Carreño vence em Paris, Fokina derruba Khachanov
02/11/2020 às 19h43

Vindo do qualificatório em Paris, Davidovich Fokina venceu a primeira em Masters 1000

Foto: Divulgação

Paris (França) - O complemento da rodada desta segunda-feira pelo Masters 1000 de Paris foi ótimo para os jogadores espanhóis. Enquanto o cabeça 9 Pablo Carreno Busta estreou com uma tranquila vitória no torneio em quadras duras e cobertas, o jovem Alejandro Davidovich Fokina surpreendeu o campeão de 2018 Karen Khachanov.

Vindo do qualificatório em Paris, Davidovich Fokina manteve o embalo e venceu pela primeira vez em uma chave principal de Masters 1000. Depois de ter passado pelos italianos Paolo Lorenzi e Salvatore Caruso, o jovem espanhol de 21 anos e 63º do ranking venceu um duelo de três sets contra Khachanov, com parciais de 6/3, 2/6 e 6/2 em 1h47 de partida.

O próximo adversário de Davidovich Fokina será o convidado francês Benjamin Bonzi, apenas 180º do ranking, que derrotou o argentino Federico Coria por 6/2 e 6/1. O espanhol levou a melhor no único duelo anterior contra Bonzi, disputado no challenger de Sevilha em 2019.

Já Khachanov, que voltou ao palco da maior conquista da carreira, amarga uma eliminação na estreia em Paris pelo segundo ano consecutivo. O russo de 24 anos e 19º do ranking não conquistou títulos nesta temporada, com apenas 20 vitórias e 14 derrotas.

Por sua vez, Carreño Busta confirmou o favoritismo diante do convidado local Hugo Gaston. O espanhol marcou as parciais de 6/3 e 6/2 em 1h09 de partida. Semifinalista do US Open e número 15 do mundo, o experiente jogador de 29 anos ainda sonha com uma classificação para o ATP Finals, mas precisa ser campeão em Paris e torcer contra os concorrentes diretos como Diego Schwartzman e Matteo Berrettini.

O próximo adversário de Carreño Busta será o alemão Jan-Lennard Struff, 35º do ranking. O espanhol lidera o histórico por 2 a 1. Struff superou nesta segunda-feira o georgiano Nikoloz Basilashvili por 6/4 e 6/2. Esta foi a oitava derrota seguida de Basilashvili, 39º do mundo, em uma primeira rodada de torneio. O georgiano de 28 anos ainda não venceu desde a retomada do circuito, enquanto ele também responde a processo por agressão à sua ex-esposa.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio