Notícias | Dia a dia
Kostyuk aproveita ITFs e vira top 100 aos 18 anos
02/11/2020 às 13h48

Em duas semanas, ucraniana fez 140 pontos e saltou do 113º para o 97º lugar do ranking

Foto: USTA

Tyler (EUA) - Considerada como uma das principais apostas para a nova geração do circuito, a ucraniana de 18 anos Marta Kostyuk chegou enfim ao top 100 do ranking mundial. Com poucas opções de calendário, já que o circuito da WTA terá apenas mais um torneio até o final do ano, Kostyuk aproveitou a chance nos torneios da ITF nos Estados Unidos e somou pontos importantes.

A ucraniana alcançou duas finais seguidas. A primeira foi na semana passada, em Macon, onde ela foi superada pela anfitriã CiCi Bellis. Já no último domingo, disputou uma final em Tyler, no Texas, e perdeu para a norte-americana Ann Li por 7/5, 1/6 e 6/3. Cada uma dessas campanhas em ITFs de US$ 80 mil rendeu 70 pontos no ranking. Com isso, em duas semanas, foi do 113º para o 97º lugar do ranking.

Apesar da pouca idade, Kostyuk já se destaca há algum tempo. Em 2018, ela chegou à terceira rodada do Australian Open, quando tinha apenas 15 anos, parando apenas na compatriota Elina Svitolina na terceira rodada. Este ano, no US Open, também chegou à terceira fase e foi superada pela campeã Naomi Osaka.

Campeã juvenil do Australian Open de 2017 e ex-número 2 no ranking mundial da categoria, não conseguia ter um calendário completo nas últimas temporadas por causa das restrições da WTA para tenistas com menos de 18 anos. Além disso, ela sofreu uma lesão nas costas no ano passado.

Campeã do torneio em Tyler, Ann Li também subiu no ranking e entrou no top 100. A norte-americana de 20 anos fez 115 pontos na WTA e subiu do 112º para o 100º lugar na tabela de classificação.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva