Notícias | Dia a dia
Gavrilova apoia modelo que acusa Zverev de agressão
30/10/2020 às 16h47

Ex-número 20 do mundo, Gavrilova voltou recentemente ao circuito depois de um ano afastada por lesões

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - A australiana Daria Gavrilova foi uma das primeiras tenistas a se manifestar sobre as acusações de agressão de Alexander Zverev à sua ex-namorada, a modelo russa e ex-tenista juvenil Olga Sharypova. Gavrilova, que é nascida em Moscou, mas assumiu a nacionalidade australiana em 2015, manifestou apoio a Sharypova por ter tornado o caso público.

"Que bom que a Olga tenha falado abertamente sobre isso. Deve ter sido muito assustador", escreveu Gavrilova em seu perfil no Twitter. "Espero que ela possa lidar com todas as coisas negativas que virão pela frente. Eu acredito na Olga", acrescentou a jogadora de 26 anos, que também acrescentou algumas hashtags de campanhas que pedem o fim da violência contra a mulher.

Australiana sofreu com lesões e ficou um ano sem jogar
Gavrilova já foi número 1 do ranking mundial juvenil e chegou à 20ª posição entre as profissionais. Ela tem um título de WTA, conquistado no forte Premier de New Haven em 2017. Depois de terminar quatro temporadas seguidas no top 40 do ranking, ela começou a sofrer com lesões constantes no pé e chegou a ficar mais de um ano sem jogar.

Sua volta ao circuito aconteceu recentemente, em Roland Garros, onde venceu a top 30 Dayana Yastremska na primeira fase. Por conta do longo período inativo, caiu bastante no ranking e atualmente aparece apenas na 445ª posição. Ela tem direito a utilizar o ranking protegido para entrar nas chaves dos principais torneios.

Leia Mais:
+ Modelo russa reitera acusações contra Zverev
+ Zverev assume filho e nega acusações de agressão
+ Ex-namorada de Zverev o acusa de agressão física

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva