Notícias | Dia a dia
Rafa volta a Paris para 1000ª vitória e título inédito
30/10/2020 às 10h45

Após manter seu troféu em Roland Garros, espanhol volta à capital francesa para outro desafio

Foto: Arquivo

Paris (França) - Vinte dias depois de conquistar o histórico 13º troféu em Roland Garros, o espanhol Rafael Nadal retorna neste fim de semana a Paris para tentar mais uma vez o título no Masters 1000 local, um dos raros grandes torneios que jamais conquistou.

Antes disso, Rafa tem outra meta: caso avance para a segunda rodada, somará a vitória de número 1.000 na carreira, um feito reservado até hoje a apenas três jogadores: Jimmy Connors (1.274), Roger Federer (1.242) e Ivan Lendl (1.068).

Nadal detém troféus de sete dos atuais nove Masters 1000, faltando para sua coleção Paris e Miami. Ele chegou uma única vez à final no Palácio de Bercy justamente na sua estreia de 2007, mas foi superado pelo argentino David Nalbandian.

+ Masters 1000 de Paris confirma disputa, mas sem público
+ Sem ingressos, Paris vai pagar 70% a menos para o campeão
+ Monfils é mais um que não joga Paris e encerra temporada

Outra meta do canhoto espanhol é novamente igualar a disputa toda pessoal contra Novak Djokovic pela liderança no número de Masters conquistados. Ao vencer Roma, em setembro, o sérvio passou à frente, com 36.

Sorteio no sábado
A formação da chave será definida por sorteio na manhã deste sábado. O cabeça 2 será o austríaco Dominic Thiem. Outros top 10 inscritos são Daniil Medvedev, Stefanos Tsitsipas, Alexander Zverev, Andrey Rublev, Diego Schwartzman e Matteo Berrettini. Os três últimos estão em luta particular pelas duas vagas restantes para o Finals de Londres.

Evento criado em 1986 e sempre disputado sobre piso sintético coberto, a edição de 2020 do Masters parisiense não terá público e reduziu a premiação geral para 3,3 milhões de euros. Manteve no entanto a rodada noturna. Os jogos começam às 11 horas locais (7h de Brasília).

Atual campeão e cinco vezes vencedor, o sérvio Novak Djokovic decidiu não participar. Como Andy Murray ficou sem convite, o russo Karen Khachanov será o único jogador participante que já venceu o torneio.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva