Notícias | Dia a dia
Kyrgios diz viver relação de amor e ódio com o tênis
30/10/2020 às 09h31

Kyrgios não joga desde o ATP de Acapulco e só voltará a competir na próxima temporada

Foto: Reprodução/ABC TV

Camberra (Austrália) - Afastado do circuito desde a paralização por causa da pandemia, o australiano Nick Kyrgios preferiu não retornar às competições em 2020 e só irá jogar novamente na próxima temporada. Enquanto isso, suas aparições na mídia ficam restritas às entrevistas, como a última dada ao canal ABC, na qual falou de sua relação de amor e ódio com o tênis.

“Eu definitivamente tenho uma relação complicada com o tênis, que envolve amor e ódio. Amo tudo o que eu posso tirar desse esporte, como as crianças que vêm falar comigo e posso dar atenção”, comentou o australiano de 25 anos e atual 44 do mundo.

“Às vezes, o tênis é um esporte terrível. É tão frustrante que você precisa ser incrivelmente paciente. E perder é um saco, mas você perde muitas vezes no tênis. Claro que há momentos em que adoro treinar, adoro jogar, só que há momentos em que odeio”, acrescentou Kyrgios.

O australiano ainda falou sobre sua relação com as derrotas. “Não gosto de perder e sou muito ruim nisso, em tudo o que faço sou muito competitivo. Fomos jogar boliche ontem, eu perdi e até agora não engoli isso direito. Nenhum tenista gosta de perder, mas faz parte do jogo.  Não acho que aceitar uma derrota seja algo bom, mas talvez não me deva cobrar tanto”, finalizou.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva