Notícias | Dia a dia
Djokovic salva 4 set points e se garante nas quartas
28/10/2020 às 16h03

Djokovic fica cada vez mais perto de confirmar a liderança do ranking até o final do ano

Foto: Divulgação

Viena (Áustria) - Pelo segundo dia seguido, Novak Djokovic passou por altos e baixos no ATP 500 de Viena, mas conseguiu mais uma vitória e já está garantido nas quartas de final do torneio austríaco em quadras duras e cobertas. O número 1 do mundo precisou salvar quatro set points na primeira parcial da vitória sobre o croata Borna Coric por 7/6 (13-11) e 6/3 em 2h07 de partida.

Djokovic já vinha de uma vitória em circunstâncias parecidas no duelo sérvio contra Filip Krajinovic na última terça-feira. Agora, ele terá um dia de descanso e só volta a atuar na sexta. Seu próximo adversário virá da partida entre o jovem polonês de 23 anos Hubert Hurkacz e o italiano Lorenzo Sonego.

A vitória desta quarta-feira também deixa o sérvio ainda mais próximo de terminar o ano como número 1 do mundo. Ele já pode garantir matematicamente essa marca ainda nesta semana se for campeão em Viena. Mas com essa vaga nas quartas, o vice-líder do ranking Rafael Nadal só pode alcançá-lo se for campeão no Masters 1000 de Paris, do ATP Finals e ainda jogar o ATP 250 de Sófia e buscar uma boa campanha.

+ ATP: Djokovic precisa do título para assegurar o nº 1
+ 'Tive um pouco de sorte no 1º set', diz Djokovic
+ Djokovic oscila, mas supera a estreia em sets diretos

Ao longo de sua vitoriosa carreira profissional, Djokovic já terminou cinco temporadas distintas na liderança do ranking: em 2011, 2012, 2014, 2015 e 2018. Seus principais adversários, Roger Federer e Rafael Nadal, também têm cinco temporadas distintas como número 1 do mundo. O recordista, entretanto, é Pete Sampras, único a fechar seis anos diferentes no topo do ranking.

Sérvio correu riscos durante o 1º set
Nas rápidas condições em Viena, os sacadores prevaleceram ao longo do primeiro set. A parcial não teve quebras, mas Djokovic escapou de três break points, sendo dois quando o placar estava empatado por 4/4 e mais um no 5/5. Uma dessas chances de quebra foi salva com um ace. As outras duas, sustentando ralis do fundo de quadra.

Em um longo tiebreak, Djokovic abriu 2-0, mas cedeu o empate logo na sequência. O sérvio ainda liderou por 5-4, mas Coric sacou muito bem nos dois pontos seguintes para chegar ao set point. Djokovic igualou a disputa, mas logo depois cometeu um erro, permitindo ao croata ter a chance de definir a parcial no saque. Mas Coric jogou um forehand para longe e a disputa seguiu. O sérvio ainda salvou mais dois set points no saque e precisou de três a seu favor para definir a parcial.

Nos números do primeiro set, Coric liderava nos winners por 17 a 15, e cada jogador cometeu 18 erros não-forçados. Doze erros do croata foram com o backhand. Em meio a tanto equilíbrio, Coric até fez mais pontos, 48 a 46, mas pecou pelo desperdício de tantas oportunidades em momentos importantes.

A situação do jogo ficou ainda melhor para Djokovic depois que ele conseguiu uma quebra ainda no início do segundo set, após uma dupla-falta de Coric. Dois games mais tarde, o croata ainda teve que escapar de outros três break points que poderiam deixá-lo em ainda mais apuros. O número 1 do mundo não seria mais ameaçado até o fim do jogo, só perdeu quatro pontos no saque durante o segundo set e confirmou a vitória. Djokovic liderou a contagem de winners no jogo por 27 a 24 e cometeu 22 erros não-forçados contra 29 do rival.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva