Notícias | Dia a dia
Stefani sobe no ranking e encerra o ano no 32º lugar
26/10/2020 às 13h50

Stefani subiu quatro posições no ranking após o vice ao lado de Dabrowski

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Depois de disputar sua primeira final de nível Premier em Ostrava e a quinta no circuito da WTA, Luisa Stefani subiu no ranking das especialistas em duplas. A brasileira de 23 anos recebeu 305 pontos pela campanha da última semana e assumiu o 32º lugar, melhor marca de sua carreira.

Como o ranking de duplas considera apenas os 11 melhores resultados, e a WTA está considerando campanhas de março de 2019 a dezembro de 2020, Stefani precisava descartar 140 pontos. Dessa forma, seu avanço foi de apenas quatro posições. Na última semana, ela atuou ao lado da canadense Gabriela Dabrowski, número 10 do ranking da modalidade.

"Atingir o meu melhor ranking da carreira é uma baita conquista. Foi um ano de muito trabalho e conseguir esses resultados é realmente muito especial. Vou usar todo esse aprendizado para ir melhor ainda ano que vem", disse Stefani, por meio de sua assessoria de imprensa. O torneio tcheco foi seu último na temporada. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

And that’s a wrap for my 2020 season!!!🥈👯‍♀️😌Couldn’t have asked for a better tournament (and amazing company) to end my year on. Dekuji @jtbankaostravaopen!!! Please be back next year.👀 ••• 🇧🇷: OSTRAVA!!! Essa semana fiz as pazes com a quadra rápida coberta. Sempre tivemos um relacionamento complicado e sem sucesso então foi ótimo finalmente reconciliar e saber que estamos em bons termos pro futuro 😝😌🥈Agora vai!!! Muito obrigada a todos pelo apoio e energia durante mais essa gira💚Por esse ano é só, mas estaremos de volta em 2021 pra mais emoções🎢 ✌🏼fuiii #TeamTW #teamhead #teamsaddle #solinco #cbtoficial #brb #saddlebrooktennis #gtp #womensdoubles #womenstennis #wta #dekuji #dubslife #maskon #descansar #recuperar #refletir #seguir #xambassadorsweek #indoorsfinals #whodis #balance #livelokai

Uma publicação compartilhada por Luisa Stefani (@luisastefani) em

"No geral é o fim de uma temporada incrível. Aprendi muito dentro e fora das quadras. Joguei com meninas que estão no topo do ranking e acho que meu jogo desenvolveu muito. Foi um ano complicado fora das quadras", acrescentou a paulistana, que este ano ganhou um WTA em Lexington e chegou a outras duas finais. Também fez outros bons resultados como quartas de final do US Open e semi no Premier de Roma.

'A gente jogou um pouco abaixo na final', diz Stefani

A brasileira também reconheceu a superioridade da belga Elise Mertens e da bielorrussa Aryna Sabalenka na final de Ostrava, e entende que a parceria entre ela e Dabrowski não repetiu o desempenho dos jogos anteriores. "Foi um jogo duro, a gente jogou um pouco abaixo e as meninas jogaram super bem. Elas são duas ótimas jogadoras, entre as melhores do mundo tanto em simples como nas duplas", disse após a derrota por 6/1 e 6/3.

"Mesmo assim, foi uma ótima semana para mim. Foi o meu melhor resultado em um Premier", acrescentou a jogadora que treina nos Estados Unidos. "Também feliz porque jogar bem na quadra coberta. Sempre foi uma superfície que eu tive mais dificuldade, ao contrário do que muitas pessoas pensam".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG