Notícias | Dia a dia
Ranking não muda para maioria dos brasileiros da ATP
26/10/2020 às 08h24

Clezar foi um dos dois que top 10 do Brasil que perderam terreno e caiu duas colocações na ATP

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A movimentação no ranking da ATP praticamente inexistiu para os principais nomes do Brasil no circuito. Dos dez mais bem colocados, oito mantiveram a mesma marca da semana passada e somente o gaúcho Guilherme Clezar e o paulista Rogério Silva é que viram uma mudança acontecer, ambos perdendo terreno.

Quarto melhor do país, Clezar teve uma pequena queda de duas colocações e agora aparece no 264º posto. Rogerinho também não teve uma derrocada abrupta e perdeu um lugar a mais do que o compatriota, indo para a 439ª posição. O veterano paulista fecha o top 10 nacional na lista masculina de simples.

O cearense Thiago Monteiro segue como o melhor do Brasil na ATP e único no top 100, aparecendo no 78º lugar. Depois dele mais dois figuram dentro do top 200, o jovem paranaense Thiago Wild, que se manteve no 112º posto e o mineiro João Menezes, o 198º melhor do mundo.

Completam o top 10 nacional na ATP os paulistas Thomaz Bellucci (296º), Felipe Meligeni (302º) e Pedro Sakamoto (303º) e os gaúchos Orlando Luz (310º) e Oscar José Gutierrez (396º).

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva