Notícias | Dia a dia
'Não repetirão o que Nadal fez em Paris', diz técnico
25/10/2020 às 08h35

Roma (Itália) - Recordista de títulos de Grand Slam entre os homens ao lado de Roger Federer, ambos com 20 conquistas, Rafael Nadal levantou 13 dessas taças em um único torneio, se tornando o maior campeão da história de Roland Garros. Enquanto uns enxergam isso como ponto negativo na carreira do espanhol, para o prestigiado técnico Paul Annacone é justamente o contrário.

“Eu entendo que muita gente pense assim, mas ter vencido o mesmo Grand Slam 13 treze vezes é uma loucura. Não vejo isso como uma falha. Na verdade, acho que pode ser considerada a maior conquista da história do esporte. Acho que o que Nadal conquistou em Paris nunca mais vai acontecer”, afirmou Annacone em entrevista à Tennis Magazine Italia.

Nesta mesma conversa, o treinador que trabalhou com nomes de peso como Federer e o norte-americano Pete Sampras se mostrou contrário ao termo Goat. “Acho que as pessoas confundem o termo melhor jogador de todos os tempos com aquele que teve mais sucessos na carreira”, observou o norte-americano.

Ele também destacou que a diferença nas épocas e nas carreiras de cada um impossibilitam comparações. “Becker está certo ao afirmar que se tivesse jogado nos anos em que três dos quatro Grand Slams eram disputados na grama, ele teria ganhado mais títulos”, comentou Annacone.

“Também penso em Sampras. Quantos Australian Open e US Open eles teriam vencido quando ambos eram na grama? E quantos Roland Garros teria ganhado Bjorn Borg se não tivesse se aposentado do tênis aos 26 anos? Obviamente, eles teriam acrescentado mais títulos ao seu recorde”, divagou o treinador.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva