Notícias | Dia a dia
Nadal garante ainda não pensar na aposentadoria
24/10/2020 às 11h44

Manacor (Espanha) - Já com seus 34 anos de idade, o espanhol Rafael Nadal está na reta final de sua carreira, mas ainda não quer pensar muito na aposentadoria. Embora saiba que não terá muitos anos mais pela frente, o canhoto de Mallorca afirma que não sabe quando irá parar e espera o tempo passar para sentir o momento que deixará de atuar pelo circuito profissional.

“Não consigo adivinhar o dia da minha aposentadoria, não neste momento. Talvez seja daqui a um ano, mas não consigo programar o futuro. Hoje vejo que é quase impossível parar tão cedo, mas é preciso estar preparado para tudo o que pode acontecer”, declarou o espanhol em entrevista ao El Periódico.

+ Nadal: 'Não mudaram bolas de RG por minha causa'
+ Nadal vai disputar torneio profissional de golfe

Nadal garante não ter medo do dia que resolver parar, mas ainda não pensa nisso. “Vou sentir e então saberei quando me aposentar. Saberei quando não sentir mais aquela paixão que me move todas as manhãs, aqueles objetivos que me proponho a cumprir para melhorar a minha forma. Quando isso acontecer, será hora de pensar em desistir”, acrescentou.

Recordistas de títulos de Grand Slam entre os homens ao lado de Roger Federer, ambos com 20 taças, o canhoto de Mallorca diz que no momento segue empolgado de levantar e treinar todos os dias. Ele também não relaciona necessariamente o fim da carreira ao momento em que os resultados não forem mais os mesmos, embora reconheça a importância de triunfar.

“Vencer é uma parte vital do esporte e faz parte da sua essência. Para mim, o problema não seria parar de vencer, mas sim de ser competitivo, porque perder faz parte do esporte. Claro que vencer é uma energia positiva que te ajuda a continuar, não há dúvida disso”, observou o vice-líder do ranking.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva