Notícias | Top Spin
Britânico com Parkinson surpreende e volta a jogar
23/10/2020 às 20h49

Andy Wright disputa uma liga em Nottingham.

Londres (Inglaterra) - A LTA, a federação inglesa, lançou um curto documentário com a inspiradora história de Andy Wright, jogador de liga, e sua luta para se recuperar de um precoce diagnóstico de Parkinson até sua volta ao tênis. Natural de Nottingham, Andy Wright, de 33 anos, redescobriu o amor ao tênis e os benefícios físicos de voltar a jogar, seis anos depois de ser diagnosticado, após um acidente de carro.

Até então, ele era um jogador ativo, tendo competido enquanto cursava a universidade e se tornado treinador. Mas ele parou ao notar as limitações físicas. "Isso mudou cada aspecto da minha vida e da família. Minha reação foi parar de jogar, se eu não pudesse melhorar. Não queria jogar e ver meu nível deteriorar", contou ao Sky Sports.

Durante o tempo em que ficou afastado, atuando como voluntário, ele deu os primeiros passos para voltar à quadra graças a um amigo. Agora, Andy compete regularmente em uma liga local, nas quadras do Vernon Park, graças a um programa da LTA que oferece tênis competitivo a comunidades em todo o país. Recentemente, Wright foi vice-campeão em um forte torneio com tenistas locais.



No filme, Andy relembra como foi retornar ao tênis depois de longa ausência e como permanecer ativo é benéfico para sua saúde. "Aprendi como administrar o Parkinson durante toda a partida. No começo, não podia sentir meus pés, estava incrivelmente rígido, mas quando me soltei, fiquei satisfeito de conseguir três games em cada set, de um forte adversário. "Com frequência, digo às pessoas que me sinto mais normal quando estou numa quadra. Durante o dia, em algum momento vou ter dificuldade para andar até o meu carro, mas quando estou em quadra, posso correr, sacar, me movimentar e saltar. Percebi que o esporte não precisa ser competitivo. Há algo para cada um de nós que nos faz sentirmos bem e nos divertir."

O programa  da LTA existe há anos e agora se expandiu para as quadras públicas em parques por toda a Grã-Bretanha. Desde 2005, mais de 20 mil pessoas participaram dessas ligas locais.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva