Notícias | Dia a dia
Zverev e Schwartzman oscilam, mas vão às semis
23/10/2020 às 17h40

Schwartzman salvou match point em jogo que o rival sacou três vezes para o jogo

Foto: Divulgação

Colônia (Alemanha) - Os dois principais cabeças de chave da segunda edição do ATP 250 de Colônia tiveram trabalho para garantir seus lugares nas semifinais do torneio em quadras duras e cobertas. Tanto o alemão Alexander Zverev quanto o argentino Diego Schwartzman tiveram altos e baixos na rodada desta sexta-feira, mas conseguiram avançar.

Zverev mantém o embalo em Colônia e marcou sua sexta vitória seguida na cidade. Campeão da edição inaugural, disputada na semana passada no mesmo complexo, o número 7 do mundo derrotou o canhoto francês Adrian Mannarino por 6/4, 6/7 (5-7) e 6/4 em 2h40 de partida.

A vitória de Zverev poderia ter sido mais tranquila. Além de ter vencido o set inicial, o alemão também foi o primeiro a quebrar na parcial seguinte. Ele chegou até mesmo a sacar para o jogo no segundo set, quando vencia por 5/3. Mannarino devolveu a quebra e venceu o tiebreak para forçar o terceiro set. Mas na parcial decisiva, Zverev foi firme no saque e não enfrentou mais break points.

O próximo jogo de Zverev será um duelo de jovens. O alemão de 23 anos enfrenta o promissor italiano de 19 anos e 46º do ranking Jannik Sinner. Será um reencontro entre eles, já que Sinner derrotou Zverev recentemente nas oitavas de final de Roland Garros. O italiano ainda busca sua primeira final de ATP, enquanto Zverev já tem 12 títulos e oito vices.

Schwartzman salva match point

O argentino Diego Schwartzman, número 9 do mundo, também sofreu bastante para vencer seu segundo jogo em Colônia. Ele salvou um match point na vitória por 2/6, 7/6 (7-3) e 6/1 sobre o espanhol Alejandro Davidovich Fokina. Aos 28 anos, Schwartzman tem três títulos e busca a décima final da carreira. Seu próximo rival pode ser o canadense Felix Auger-Aliassime ou o japonês Yoshihito Nishioka.

Davidovich Fokina esteve muito perto da vitória. O jovem espanhol de 21 anos chegou a liderar o segundo set por 5/2 e sacou três vezes para o jogo. Schwartzman devolveu duas quebras para forçar o empate por 5/5, perdeu o saque de novo, mas voltou a quebrar para buscar o tiebreak. O argentino conseguiu vencer a parcial e depois dominou o set decisivo com três quebras.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva