Notícias | Dia a dia
Halep se mostra disposta a competir na Austrália
21/10/2020 às 10h56

Melbourne (Austrália) - Uma das jogadoras que optaram por não viajar a Nova York para a disputa do US Open, a romena Simona Halep disse que pretende voar para a Austrália no início da temporada de 2021, apesar país manter um controle rígido em suas fronteiras durante a pandemia de coronavírus, atualmente com medidas de quarentena rígidas para qualquer pessoa que venha de fora.

“Acho que na Austrália serão 14 dias (de quarentena), mas será uma bolha. Então não é que você tenha que ficar 14 dias apenas em um quarto, porque se fizer isso não dá para jogar após ficar tanto tempo sem treinar. Mas se for uma bolha como em Paris, estou aberta e pretendo ir”, afirmou a ex-número 1 do mundo, contando com a organização do primeiro Grand Slam da temporada.

+ Vírus ameaça Masters de Paris e Australian Open
+ Federer não garante retorno para o Australian Open
+ AO planeja cinco bolhas e público de até 400 mil

Por enquanto, a Tennis Australia ainda não confirmou a programação de torneios de preparação antes de seu Slam. Em 2020 foram quatro os eventos femininos antes da disputa em Melbourne, com torneios em Brisbane, Perth, Sydney e Adelaide.

Embora o Aberto da Austrália esteja marcado para começar no dia 18 de janeiro, alguns jogadores têm se programado para chegar no país já no início de dezembro. Após sua derrota na quarta rodada em Roland Garros, superada pela futura campeã Iga Swiatek, a romena disse que ainda não tinha decidido quando iria para a Austrália. “Depende do que eu decidir jogar. Não tenho ideia ainda, é muito cedo”, falou.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva