Notícias | Dia a dia
Sem público, Paris vai dar 70% menos ao campeão
19/10/2020 às 15h50

Paris (França) - A nova onda de contaminação pelo coronavírus na França, que colocou em risco os eventos no país, forçou a organização do Masters 1000 de Paris dar um passo atrás e cancelar a presença de público no Palácio de Bercy. Os organizadores haviam estabelecido o máximo de 1.000 espectadores diariamente.

Apesar do toque de recolher declarado pelo presidente Emmanuel Macron a partir da última quinta-feira, impedindo atividades não essenciais entre 21h e 6h, o torneio segue de pé. A direção também anunciou que os jogadores passarão a noite no mesmo hotel onde se hospedaram durante Roland Garros.

Além do anúncio da ausência de público na edição deste ano do Masters 1000 de Paris, que pode não contar com o sérvio Novak Djokovic, atual campeão do torneio, a organização também revelou os valores das premiações em 2020, com uma redução de quase 70% no valor dado ao campeão.

Na temporada passada o vencedor faturou quase 1 milhão de euros (995.720) e nesta o campeão levará para casa uma premiação de ‘apenas’ 301.095 euros. Contudo, o reescalonamento não irá prejudicar os que perderem cedo, muito pelo contrário, já que quem cair das oitavas para trás receberá mais em 2020 do que em 2019.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva