Notícias | Dia a dia
Charleston divulga plano para reforma do estádio
14/10/2020 às 14h45

Estádio principal será reformado. Entrega está prevista para 2022.

Foto: Arquivo

Charleston (EUA) - Um dos palcos mais tradicionais do circuito da WTA passará por uma grande reforma nos próximos anos. A quadra central do Premier de Charleston será remodelada, visando a comemoração dos 50 anos do torneio em 2022. Este ano, a competição foi cancelada, em razão da pandemia da Covid-19. No entanto, o estádio foi palco de exibições no mês de junho, na preparação para a retomada do circuito.

"Estamos comprometidos em operar o torneio de Charleston em abril de 2021", disse Alex Moran, diretor do torneio. A próxima edição será entre os dias 3 e 11 de abril. "Seguiremos todas as diretrizes de saúde e segurança estabelecidas pelos órgãos governamentais. A partir de agora, nossa equipe está trabalhando como se estivéssemos avançando em nosso ciclo normal de preparação para o torneio".

"Com isso dito, planejaremos vários cenários para o evento com a premissa de que a saúde e a segurança de nossos torcedores, jogadores, voluntários, parceiros e equipe serão nossa prioridade", acrescentou o executivo.

O novo estádio terá uma arquibancada coberta e mais próxima da quadra, além de oferecer uma estrutura mais moderna de vestiários, academia, salas de fisioterapia, área de imprensa e área VIP. A estrutura atual do torneio foi construída há 20 anos e já está defasada em relação aos principais eventos do circuito.

Segunda quadra terá arquibancada temporária
Por conta das reformas no estádio principal, a direção do torneio definiu que a quadra Althea Gibson, segunda principal do evento, vai receber uma arquibancada temporária para 3.000 pessoas, visando a edição do ano que vem.

O torneio disputado desde 1973 em quadras de har-tru (saibro verde) é um dos mais tradicionais do circuito da WTA e o mais importante torneio exclusivamente feminino realizado nos Estados Unidos. A edição inaugural foi a primeira competição feminina a ser transmitida pela TV e a distribuir mais de US$ 100 mil em premiação, sendo US$ 30 mil para a campeã Rosie Casals. Depois de 28 anos em Hilton Head, o evento se mudou para Charleston, na Carolina do Sul, em 2001. Já em 2015, mudou de nome comercial após o acordo de patrocínio com a montadora Volvo.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva