Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Ivanisevic: 'Tinha certeza de que Novak venceria RG'
12/10/2020 às 15h35

.

Foto: Arquivo

Paris (França) - Às vésperas da final masculina de Roland Garros, o croata Goran Ivanisevic afirmou que Rafael Nadal não teria chances contra Novak Djokovic na decisão. Porém, não foi isso que aconteceu no domingo e sim o contrário, com uma atuação dominante do espanhol que derrotou o sérvio em sets diretos, venceu em Paris pela 13ª vez e levantou seu 20º título de Grand Slam.

No dia seguinte, coube a Ivanisevic comentar a afirmação dada. "Tinha certeza de que Novak venceria Roland Garros. Fui ambicioso demais para dizer que Nadal não tinha chances, mas realmente achei que Djokovic era o favorito. A Philippe Chatrier é a sala de estar de Nadal e ele consegue vencer lá mesmo em seu pior nível”, disse o croata para o Sport Klub.

“Pensei que as condições seriam ainda mais favoráveis para Novak, mas Nadal devolveu tudo. E ficou quase impossível depois de ter um déficit de 2 sets a 0 e uma quebra contra. Nadal fez uma partida perfeita e isso se reflete no resultado, provou que eu estava totalmente errado e agora é hora de virar a página”, complementou o treinador do número 1 do mundo.

Ivanisevic tentou minimizar a declaração polêmica fazendo um paralelo com a final do Australian Open de 2019. “Antes da final do ano passado na Austrália, eu disse que a partida seria 50/50 e Novak acabou destruindo Rafa”, afirmou Ivanisevic, que viu a derrota na decisão em Paris como uma resposta do espanhol na mesma moeda.

"Não me arrependo do que falei, fui totalmente sincero. Tenho todo o direito de expressar o que penso e acreditar no meu jogador, acreditar que este seria o ano em que Djokovic venceria Roland Garros. Repito: exagerei quando disse que Nadal não teria chance, mas acreditava mais nas chances de Novak”, finalizou o assunto.

O treinador ainda garantiu que seu pupilo conseguirá o mesmo que o canhoto de Mallorca e ultrapassará os 20 Slam de Federer, assim como deu praticamente certo o recorde de semanas de Slam. " Como eu disse há muito tempo, ele e Nadal vão ultrapassar Federer em breve, algo que continuo acreditando. Novak tem pelo menos mais três anos para lutar pelos Grand Slams e em breve quebrará o recorde de semanas como número 1”.

Comentários