Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Mesmo com vice, Djoko amplia diferença no ranking
11/10/2020 às 13h52

Sérvio tenta alcançar o recorde de 310 semanas na liderança do ranking

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Paris (França) - Apesar da dura derrota na final de Roland Garros, Novak Djokovic tem ao menos uma boa notícia. O número 1 do mundo irá ampliar sua diferença para Rafael Nadal na liderança do ranking da ATP.

Campeão de Roland Garros pela 13ª vez na carreira e pelo quarto ano seguido, Nadal venceu a final deste domingo contra Djokovic por 6/0, 6/2 e 7/5. Sendo assim, o espanhol mantém os 2 mil pontos conquistados no ano passado, e permanece com os 9.850 que tem no total.

+ Nadal arrasa Djokovic e conquista o 20º Grand Slam
+ Pela quarta vez, Nadal vence RG sem perder sets
+ Federer parabeniza Nadal por igualar recorde

Já Djokovic fez uma campanha melhor que a da temporada anterior, quando foi semifinalista. Desse modo, em vez de ficar com 720 pontos de 2019, o sérvio substitui esse valor por 1.200 pontos e chegará 11.740 no total.

Djokovic começou o torneio com 288 semanas como número 1 do mundo. Atualmente com 33 anos, ele tenta igualar o recorde de Roger Federer, que está com 39 anos e tem 310 semanas na liderança do ranking. Essa marca pode ser alcançada a partir de março do ano que vem.

Comentários